Alunos do curso técnico em Guia de Turismo do Polo de Viana/UEMA realizam aula prática em atrativos maranhenses

No último dia 25 de julho, alunos do Polo Viana, curso técnico em Guia de Turismo, modalidade a distância, da Universidade Estadual do Maranhão, realizaram aula prática na cidade de Raposa e Centro Histórico de São Luís. Os alunos fizeram um tour pelos principais pontos turísticos dos dois locais.
 
A atividade fez parte da disciplina Fundamentos da Hospitalidade e Turismo e teve os seguintes objetivos: elaborar uma produção textual sobre a relação entre o turismo e a hospitalidade, comentando sobre a importância da hospitalidade para a realização do trabalho do Guia de Turismo; reconhecer o atendimento como diferencial da qualidade, desenvolvendo a cultura da hospitalidade.
 
“A ideia foi fazer com que os alunos tivessem contato com as empresas de turismo dos locais escolhidos e saber na prática como receber um turista, já que se trata da disciplina Turismo e Hospitalidade, além de conhecerem mais sobre os principais pontos turísticos da Ilha”, explicou o responsável pela prática, professor Antonio Miguel Coelho Junior.
 
Para Fábio Gomes, da Assessoria Pedagógica do e-Tec, a aula uniu a teoria à prática. “Foi uma soma do que o aluno aprendeu na teoria, mostrando na prática, fazendo ele realmente observar como será sua futura profissão, como será o dia a dia de suas atividades profissionais”, disse Fabio Gomes.
 
De acordo com o aluno Gerfeson Lopes Nunes, “a aula influenciou bastante no aprendizado. É uma experiência que levaremos para vida toda e um ganho para todos do curso”.
 
Opinião compartilhada por Yasmin Alessandra Lima da Silva: “Foi muito gratificante essa oportunidade, porque ampliou nosso currículo não só profissional, mas pessoal. Conhecer as belezas do nosso Estado foi muito bom. E como nossa cidade, Viana, também é um patrimônio histórico, podemos observar a forma como eles aqui atraem os turistas e implantar na nossa cidade”, afirmou ela.
 
Para Monica Costa Soeiro, a aula trouxe à tona, também, a questão da valorização. “O que observamos é que qualquer cidade tem seu potencial turístico e Viana, também, não é diferente. Então, depois de todas as observações começamos a perceber e a valorizar tanto as belezas naturais de lá, que são os campos, os animais, a paisagem, quanto o histórico e o arquitetônico. Digo que para ser um Guia de Turismo é necessário conhecer, principalmente, a história regional de cada cidade para poder, também, desenvolver e despertar o interesse dos turistas”, destacou Monica.

Nenhum comentário

Por favor, peço que não usem palavras chulas ou que denigram pessoas em seu(s) comentário(s). Agradeço sua compreensão.