Notícias

HIPOCRISIA E OPORTUNISMO
O Brasil chora e lamenta a morte brusca do ministro Teori Zavascki que morreu juntamente com mais quatro pessoas que o acompanhavam num vôo de São Paulo à Parati, cidade que fica localizada na divisa dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, na tarde de quinta-feira (19). Manifestações sinceras e convincentes de muitos brasileiros circularam na imprensa e nas redes sociais sobre o caráter, a competência e a simplicidade do ministro do Supremo Tribunal Federal, relator dos processos oriundos da Operação Lava Jato.
No bojo dessas manifestações, observou-se, também, a posição de hipócritas e oportunistas que dizem admirar, reconhecer e aprovar as decisões, com alta dose de isenção por ele adotada no exame dessa matéria, quando na verdade não admitiam de bom grado as posições de Teori Zavascki inseridas nos despachos prolatados em processos que atingem políticos da alta cúpula dos partidos e que têm assento no Congresso Nacional.
É do conhecimento público que os tribunais deste país, inclusive o STF, em tempos idos sofriam influência de políticos importantes. Isso mudou, é verdade, mas potentados como Renan Calheiros e outros não concordam com a absoluta isenção exercida hoje por membros de tribunais, inclusive, repito, do STF que julga esses que possuem o chamado foro privilegiado. Portanto, o lamento expresso por vários deles é medido pelo grau de hipocrisia e de oportunismo.
O substituto do ministro Teori Zavascki será um dos atuais membros do Supremo Tribunal Federal, considerando-se a demora da indicação e tramitação do processo do nome que o presidente Michel Temer vai escolher e encaminhar ao Senado para ser aprovado. E a homologação das delações dos executivos da empresa Odebrecht requer urgência para que o trabalho da Operação Lava Jato não sofra nenhum tipo de procrastinação. A designação do novo relator, por essa razão e para o bem do Brasil deve ser decidida, já nos próximos dias.
E seria importante que a equipe de juízes e advogados que trabalha nesse processo, que tinha como relator Teori Zavascki permanecesse colaborando com o novo relator.

ESPECULAÇÕES
As redes sociais e alguns programas de rádio país a fora especularam ao bel prazer os motivos da viagem do falecido ministro a Parati e, também, sobre as causas do acidente (?) que ceifou a vida de tão ilustre membro do Poder Judiciário brasileiro. Um dos filhos dele, inclusive deixou a sua incerteza ao declarar que “estava torcendo para ter sido um acidente”. Ele teria pensado em outras possibilidades? Com certeza essa declaração deu margens às pessoas para especularem. Falaram até de sabotagem, mas os fatos indicam que, realmente, foi uma fatalidade, um acidente lamentável provocado pelo tempo chuvoso registrado em Parati no momento em que o piloto tentava o pouso.  

A NATUREZA REAGE
Na maioria dos estados, incluindo as capitais foram registradas catástrofes em decorrência das últimas chuvas e tempestades que atingem, principalmente, as áreas de risco, onde residem milhares de famílias de baixo poder aquisitivo. Em São Paulo as chuvas alagaram ruas, avenidas e até bairros inteiros, arvores foram arrancadas, carros flutuavam, pessoas morreram afogadas esse foi saldo chocante dessa realidade. É como se a natureza tão devastada pelo homem tivesse reagindo contra aqueles que a agridem e que não a respeitam há séculos.

REBELIÕES NOS PRESÍDIOS
Testemunha-se no Brasil uma verdadeira guerra entre as facções criminosas amontoadas nos presídios. Registra-se carnificina decorrente da luta pelo poder, sob a orientação do sindicato do crime, hoje dividido em várias facções que lutam por objetivos comuns. Matam, degolam e esquartejam rivais dentro e fora das penitenciárias. Os líderes determinam o que deve e o que não deve acontecer dentro e fora das cadeias e as forças policiais parecem impotentes para resolver os problemas. Os governos estaduais pedem socorro ao governo federal para resolver um caso que é deles, como aconteceu semana passada em Roraima e no Rio Grande do Norte.
A situação é tão grave que o governo federal não se faz de rogado e reconhece que pela repercussão interna e externa dessa triste realidade prisional, resolveu socorrer os estados atingidos, mandando tropas federais para ajudarem os contingentes policiais estaduais, no combate à violência que chega a vitimar inocentes nas ruas dessas cidades. É lamentável e revoltante.  

PREFEITOS EM DIFICULDADE
Muitos prefeitos recém – empossados enfrentam dificuldades não exatamente por falta de recursos financeiros, mas em virtude da bagunça que encontraram nas prefeituras, por irresponsabilidade dos antecessores, que não repassaram as informações reais na transição. Alguns deles enfrentam processos por conta da iniciativa dos sucessores incomodados com a falta de informações sobre a real situação administrativa encontrada nos respectivos municípios. Muitas dívidas contraídas irregularmente, contratos de funcionários em confronto às leis representam apenas parte desse aglomerado de atos irresponsáveis dos ex-gestores que deixaram muitas bombas para explodirem nas mãos dos atuais mandatários municipais que estão trabalhando diuturnamente para recolocar o trem nos trilhos, e o que é pior, se desgastando junto à população que nem sempre entendem o que está acontecendo.

A VIDA SEGUE
Os reeleitos não enfrentam esse problema porque simplesmente continuam navegando no mesmo barco seguindo na luta para alcançarem um porto seguro. Para eles a vida segue normalmente sem enfrentar tempestades. Não se pode apostar, porém, se em 2020 os sucessores vão receber o barco ainda navegando ou naufragado...

DUTRA FELIZ
O prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra não esconde felicidade com a entrega do título de propriedade a centenas de famílias, pelo governo estadual, das quais ele era advogado na luta por essa importante conquista. “Precisávamos ter um governador com a sensibilidade de Flávio Dino para isso acontecer” – disse Dutra - na solenidade de entrega desse importante documento de propriedade às famílias que “antes viviam ameaçadas de despejo.”

sábado, 21 de janeiro de 2017
FAMEM tem novo presidente
O prefeito de Tuntum, Cleomar Tema (PSB), já conseguiu a eleição para a presidência da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM). Faltando pouco minutos para as 13 horas, ele já foi votado por 90 colegas. Como concorre em chapa única, precisava de 50 por cento mais um do colégio eleitoral.

São 145 prefeitos aptos para votarem. Nesse caso, ele necessitaria de pouco mais de 70 votos para garantir a vitória. Ainda hoje, o desembargador Raimundo Melo rejeitou o recurso interposto pela prefeita de Rosário, Irlaih Moraes, que tentou concorrer cometendo uma série de irregularidades, inclusive falsificando assinaturas de colegas prefeitos.

Com um embasamento jurídico tosco e sem qualquer fundamentação. Irlaih recorreu tentando adiar a eleição. Perdeu na primeira e na segunda instâncias, demonstrando que sua banca de advogados  é primária e desprovida de tecnicidade. Hoje mesmo Tema tomará posse e dará início à sua terceira gestão como dirigente da entidade.


segunda-feira, 16 de janeiro de 2017
ESQUECERAM OS APOSENTADOS
O governo do Maranhão, segundo estudo feito pela Secretaria de Transparência (STC) paga aos professores da rede pública o segundo maior salário do Brasil, R$ 4.985,43 o maior da região nordeste. Uma professora aposentada, porém, tem remuneração muito aquém desse valor. A injustiça sentida pelos ex-educadores reflete, também, por outras categorias de servidores públicos, inativa.

A situação é tão grave que muitos desses aposentados buscam emprego no comercio objetivando complementar a remuneração para ter uma vida menos indigna. É revoltante ouvir das autoridades que a Previdência Social está praticamente falida, com um rombo que ultrapassa o montante de R$ 100 bilhões. E aí cabe a pergunta: a culpa é dos “velhinhos” ou dos velhacos que administram o órgão?

O governo Flávio Dino tem reparado algumas injustiças registradas ao longo dos anos em nosso estado. Não custa fazer um levantamento da situação salarial dos que contribuíram anos a fio pelo progresso e desenvolvimento do Maranhão e que, agora, com os parcos salários que recebem passam por grandes dificuldades. São milhares deles que já não conseguem pagar o plano de saúde, ficando obrigados a recorrerem aos hospitais da rede pública que não oferecem, por vários motivos, a assistência necessária.

Só para exemplificar, recebemos denúncia dando conta de que no “Socorrão” falta tudo, inclusive algodão, gazes esparadrapo e medicamentos os mais simples e baratos como o AS. É uma vergonha!

BASTA UMA CHUVA
As estradas que cortam o Maranhão (BRs e MAs) basta chover forte para apresentarem buracos e crateras nos seus leitos. O asfalto não tem consistência e em vários trechos simplesmente desaparece. Parece que as empresas, executoras do serviço não tem obrigação de reparar suas falhas; o estado não fiscaliza e as obras e o dinheiro desce pelo ralo. O IPVA é um dos mais caros do país e os proprietários de veículos arcam com prejuízos incalculáveis na manutenção do seu bem que apresenta defeitos em decorrência da buraqueira que se obrigam a enfrentá-la. Nos bairros de São Luís, igualmente a situação é precária e tende a piorar com a chegada das chuvas. A situação é lamentável.

MUITO DINHEIRO
O corte de verbas na saúde e na educação, alardeado por deputados e senadores da oposição, não aconteceu, ao contrário, neste início de ano os prefeitos têm a perspectiva de receberem muito dinheiro, ou pelo menos, muito mais do que receberam no ano passado. O governo Temer se não está sendo bom para o povo, pelo menos para governadores e prefeitos está sendo “uma mãe”. Os caras administram irresponsavelmente como aconteceu em Minas, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, roubam à vontade e ainda são socorridos pelo governo federal. Até agora só o Cabral e a mulher dele estão pagando pelo roubo praticado no governo do Rio.

Dinheiro tem, porém, faltam administradores honestos e compromissados com o coletivo. A grande maioria deles só pensa no próprio bolso.

SITUAÇÃO DOS PRESÍDIOS
Essa guerra desencadeada nos presídios da Amazônia e Roraima abalou o mundo. Uma carnificina sem limites e que pode atingir outras unidades do país. A superlotação é apontada como motivo da revolta dos presos. Outros pensantes, no entanto garantem que isso é obra de grandes traficantes que mesmo da cadeia, dão ordens aos seus discípulos para cometerem tais crimes. Na verdade as penitenciárias abrigam o dobro de sua capacidade e não há a preocupação das autoridades em evitar o convívio dos mais violentos e desmentidos, daqueles que cometeram delitos mais leves. Por isso é que os presídios são considerados como eficiente “escola do crime”.

FLÁVIO É A OPÇÃO
O governador Flávio Dino até o momento é a única opção das esquerdas, para disputar a Presidência da República no ano que vem. Está fazendo um governo aprovado pela maioria do povo maranhense com repercussão favorável no resto do país. É um dos poucos políticos do Brasil considerado ficha limpa, inclusive nas hostes do próprio partido, o PCdoB. Como juiz federal, deputado e governador ganhou projeção nacional e merece o respeito da classe política de um modo geral. Apesar de comunista crer em Deus e tem boa desenvoltura nas religiões católica e evangélica. Tem todos os requisitos para se credenciar e postular sua indicação como candidato a presidente do Brasil. É o que dizem os observadores.

A MORTE

Há quem diga que a morte é um descanso. Há, também, os que preferem viver cansado. A verdade é que viver é bom demais. A morte se é um descanso para quem vai deixa sofrimento, dor, saudade nos que ficam. Essa experiência, quem ainda está aqui, sente profundamente quando perde um ente querido. Esse sentimento de perda aperta o peito, nos faz chorar e sentir saudade. A vida em outro plano pode até existir, mas ninguém, dos que partiram voltou para dizer se lá é melhor ou pior do que cá. E é esse mistério que leva o ser humano a refletir sobre a vida e a morte. A morte que, às vezes tarda, mas não falha. 

sábado, 14 de janeiro de 2017
Paço faz 57 anos com dia de conquistas
O Prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra, acompanhado de centenas de luminenses, secretários e membros da classe política, celebrou o aniversário da cidade com uma vasta programação no município.


A programação iniciou logo cedo, com um café com as frutas de Paço para os convidados. "A fé em nossa Senhora da Luz e as nossas frutas, são algumas das riquezas desconhecidas de nossa cidade. Vamos investir no turismo religioso e também na produção de frutas da cidade. Isso vai gerar renda e emprego para nossa gente", comentou o prefeito.

Como parte da celebração, o prefeito esteve e lembrou algumas ações na cidade, que confirmam a presença do poder público em áreas que estavam esquecidas. "Em menos da metade de um mês, limpamos a Vila de Paço, desobstruímos e seguimos trabalhando no riacho do Uruçal, iniciamos uma obra importante em Mocagituba e também lançamos o Mutirão da Limpeza, com o apoio do governo do Estado, focando na saúde da população", observou o prefeito, que estava acompanhado de membros da prefeitura, vereadores, do prefeito de Santa Rita, Hilton Goncalo e outras lideranças políticas do Estado. 

GOVERNO
Ainda pela manhã, a população recebeu diversos serviços no Maiobão. "Com a parceira do governo, estamos iniciando o Bolsa Escola e diversas outras ações importantes para a população" comentou Dutra, durante entrega de uma viatura do Bolsa Família, para auxilio da atualização e recadastramento dos usuários do programa.

O prefeito também fez o plantio de palmeiras imperiais e outras árvores no Viva Maiobão.
As comemorações seguem por toda a tarde/noite de hoje. Ainda terão atividades esportivas e culturais, como a apresentação dos bois da Maioba e Pindoba.

Bloqueios de recursos de repatriação garantidos pelo MPMA superaram os R$ 27 milhões
As ações inibitórias com pedido de tutela de urgência antecedente ajuizadas pelo Ministério Público do Maranhão, no final de 2016, como parte da ação institucional “A cidade não pode parar: campanha pela transparência na transição municipal”, levou a Justiça a bloquear R$ 27.258.628,79 dos recursos referentes à repatriação de dinheiro não declarado no exterior.

No total, 39 municípios tiveram recursos bloqueados: Pindaré-Mirim, Tufilândia, Barreirinhas, Santa Inês, Olho d'Água das Cunhãs, Pio XII, São Vicente Férrer, Cajapió, São João Batista, Vitória do Mearim, Viana, Cajari, Brejo, Anapurus, Matões do Norte, Cantanhede, Matinha, Bela Vista do Maranhão, Morros, Cachoeira Grande, Presidente Juscelino, Axixá, Pinheiro, Pedro do Rosário, Presidente Sarney, Itapecuru-Mirim, Miranda do Norte, Bacabal, São Luís Gonzaga, Alcântara, Rosário, Bacabeira, Urbano Santos, Belágua. São Benedito do Rio Preto, Governador Eugênio Barros, Senador Alexandre Costa, Graça Aranha e Santa Rita.

Além das ações ajuizadas pelos promotores de justiça, o MPMA fez representações ao Tribunal de Contas da União (TCU), Procuradoria Geral da República, Ministério Público de Contas, que atua junto Tribunal de Contas do Estado (TCE) do Maranhão, e encaminhou ofício à unidade da Procuradoria da República no Maranhão.

O TCU concedeu medida liminar, em 28 de dezembro, proibindo o governo federal de antecipar o repasse dos recursos referentes à multa de repatriação de dinheiro. Entretanto, no dia seguinte, 29, o ministro Raimundo Carreiro acatou recurso da Advocacia-Geral da União e liberou o repasse, mas não permitiu a movimentação dos valores encaminhados aos cofres públicos antes do dia 2 de janeiro.

O objetivo da série de medidas adotadas pelo MPMA foi garantir que os recursos não fossem movimentados pelos ex-gestores e pudessem ser empregados nas atuais administrações, mediante autorização legislativa, evitando prejuízos aos cofres públicos.


CCOM-MPMA

terça-feira, 10 de janeiro de 2017
Trabalho à vista: DOMINICI DETECTA IRREGULARIDADES NA PREFEITURA DE SÃO JOÃO BATISTA
O prefeito de São João Batista, João Dominici foi empossado no cargo, dia 1° juntamente com a vice-prefeita Mayara Pinheiro, pelo presidente da Câmara Municipal, Assis Araujo, eleito para cargo por nove votos a dois. A Missa em Ação de Graças foi celebrada pelo padre Almir Figueiredo. Toda a solenidade aconteceu no ginásio municipal, sob a aclamação de grande número de pessoas. 

Os discursos foram de agradecimento e de reafirmação de que, apesar da situação financeira precária e do caos administrativos a que foi submetido o município pelas últimas gestões, fazer tudo que estiver “ao meu alcance para transformar São João Batista numa cidade mais humana, na expectativa de fomentar progresso e bem estar do povo” – garante Dominici.

O prefeito, durante a semana demonstrou-se alarmado com a realidade do município. As poucas informações obtidas da gestão passada mostram a incompetência e a desonestidade com que foram tratados os recursos públicos municipais. 

O ex-prefeito Eduardo Dominici, principal articulador político do grupo que apoiou e ajudou João Dominici a vencer a eleição, disse da sua disposição de colaborar para que os projetos que constam do plano de governo sejam executados, com responsabilidade. Todo o trabalho será observado e fiscalizado de perto pela administração, a fim de que tudo seja feito dentro de mais absoluta transparência as irregularidades encontradas serão denunciadas às autoridades competentes. 

CAOS NA ADMINISTRAÇÃO
No primeiro dia útil da nova gestão, o prefeito João Dominici tomou providências visando à reabertura do hospital municipal que se encontrava fechado desde o dia 29 de dezembro último, porque a prefeitura não teria pagado os salários dos profissionais do setor.

A cidade de São João Batista estava um lixo só, ruas esburacadas, hospital fechado, veículos jogados no pátio sem pneus e alguns sem o motor. O município completamente parado. O prefeito João Dominici está examinando as contas bancárias da Prefeitura e já teria, nesta semana, detectado inúmeras irregularidades: saques de grandes quantias sem a necessária comprovação de despesas. Segundo informações do gabinete do prefeito tudo está sendo apurado para posterior divulgação dos resultados. 

COLABORAÇÃO DA CÂMARA
O presidente da Câmara, Assis Araujo e outros vereadores que compõem o grupo, garantiram apoio às iniciativas do novo prefeito, todas de interesse da sociedade joanina, de acordo com a explanação feita por Dominici e apoiada pelos presentes. “Não faltará apoio da Câmara a essas iniciativas” – disse o presidente.

APELA TEMA
É justificável a preocupação do prefeito de Tutum, Cleomar Tema que está solicitando anistia aos municípios inadimplentes com o governo federal, destacando a situação de falência em que se encontra a maioria deles. É necessário entender, porém, que nesses municípios, os gestores não souberam ou não quiseram conduzir com responsabilidade e honestidade os recursos públicos. A situação precária das prefeituras precisa ser vista e a solução dos problemas deve ser encontrada, mas a punição de quem “meteu a mão no jarro” sem dó e sem piedade, causando prejuízos à população, tem de pagar pelo crime cometido. A impunidade, nesses casos, estimula a continuidade do malfeito.

AÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO
O procurador geral de justiça, Luís Gonzaga Martins Coelho quer que os prefeitos usem a verba da repatriação, sem que observem o disposto no art. 42 da Lei 4.320/ 64 baixando decretos e leis estabelecendo as despesas referentes a esses recursos, na Lei Orçamentária. A primeira parcela recebida pelos prefeitos anteriores, em muitos casos foi gasta de forma aleatória sem que estivesse na previsão de despesas, nos orçamentos municipais de 2016. Como prestar contas? Eis a questão! O que precisa ser observado, também, é a facilidade com que prefeitos façam saques vultosos em agências do interior, ao apagar das luzes do ano financeiro. Geralmente falta dinheiro nas agências do interior, mas, para os prefeitos, não! 

Considerando a disposição dos promotores, espera-se atuação mais efetiva na fiscalização e recomendações aos municípios, no que tange a transparência administrativa que não foi cobrada aos ex-prefeitos que em muitos casos era notória a falta de respeito ao povo, no trata dos assuntos de interesse coletivo. 

AGORA VAI?
Tudo indica que a duplicação da BR-135 será concluída e o segundo trecho Outeiro /Miranda do Norte terá sua construção iniciada ainda este ano. Além disso, a Ponte da Estiva que, conforme denunciamos neste espaço no último domingo apresentam avarias na sua estrutura, será recuperada. O ministro dos Transportes esteve aqui e prometeu liberação de recursos para várias obras no Maranhão. O governo Flávio Dino / Carlos Brandão tem recebido mais apoio de Temer do que recebeu de Dilma. Isso é fato. 

SANTA INÊS
A cidade de Santa Inês esteve cercada de lixo e buracos por todos os lados. O setor de saúde pública, também, estava abandonado. Bringel assumiu no dia 1° de janeiro e logo no dia 02 mandou recolher o lixo transformando a “fera” em “bela”. A saúde pública, segundo informações dirigidas à coluna está merecendo atenção especial da nova administração. Aliás, é oportuno dizer que grande número de prefeitos recebeu dos seus antecessores, prefeituras e seu patrimônio, completamente sucateadas.

sábado, 7 de janeiro de 2017
SÃO JOÃO BATISTA: MPMA recomenda atualização de Portal da Transparência Medida deve ser viabilizada em 60 dias

 O Ministério Público do Maranhão (MPMA) encaminhou, em 2 de janeiro, Recomendação ao prefeito de São João Batista, João Cândido Dominici, solicitando que seja viabilizada, em 60 dias, a publicação, em tempo real, de informações sobre as receitas e despesas do Município no Portal da Transparência.

A criação, disponibilização e manutenção de Portais da Transparência são determinadas pela Lei Complementar nº 131/2009, de 27 de maio de 2009, que trata da transparência da gestão fiscal em todos os níveis da administração pública brasileira.

Segundo o autor da Recomendação, o titular da Promotoria de Justiça de São João Batista, Felipe Augusto Rotondo, Portais da Transparência atualizados permitem e estimulam os cidadãos a fiscalizar os atos da União, Estados e Municípios.

“Mais do que uma formalidade, a disponibilização, manutenção e atualização efetiva de Portal da Transparência permitem e estimulam o amadurecimento dos cidadãos quanto à fiscalização da administração pública”, destaca o promotor, no documento.

PEDIDOS
No portal, devem estar publicados os atos da administração municipal referentes à execução das despesas, incluindo números dos processos, bens fornecidos e/ou serviços prestados, beneficiários dos pagamentos, procedimentos licitatórios e contratos, entre outros.

Devem, ainda, ser informados valores previstos e arrecadados, lançamento e recebimento das receitas, incluindo recursos extraordinários. O portal também deve incluir a indicação de Serviço de Informações ao Cidadão (SIC), formas de contato, além de horários de funcionamento da unidade física do setor.

DESCUMPRIMENTO
Pela Recomendação, a Prefeitura de São João Batista deve encaminhar, em até 10 dias, à Promotoria informações sobre o cumprimento das solicitações, sob pena de tomada de medidas judiciais cabíveis.

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017
São João Batista: População prestigia posse do prefeito João Dominici, vice Mayara e vereadores
 O prefeito de São João Batista, João Dominici foi empossado no cargo, dia 1° juntamente com a vice-prefeita Mayara Pinheiro, pelo presidente da Câmara Municipal, Assis Araujo, eleito para o0 cargo por nove votos a dois. A Missa em Ação de Graças foi celebrada pelo padre Almir Figueiredo. Toda a solenidade aconteceu no ginásio municipal, sob a aclamação de grande número de pessoas.

Os discursos foram de agradecimento e de reafirmação de que, apesar da situação financeira precária e do caos administrativos a que foi submetido o município pelas últimas gestões, fazer tudo que estiver “ao meu alcance para transformar São João Batista numa cidade mais humana, na expectativa de fomentar progresso e bem estar do povo” – garante Dominici.

O ex-prefeito Eduardo Dominici, principal articulador político do grupo que apoiou e ajudou João Dominici a vencer a eleição, disse da sua disposição de colaborar para que os projetos constantes do plano de governo sejam executados, com responsabilidade. Todo o trabalho será observado e fiscalizado de perto pela administração, a fim de que tudo seja feito dentro da mais absoluta transparência.

Hoje mesmo, primeiro dia útil da nova gestão, o prefeito João Dominici tomou providências visando a reabertura do hospital municipal que se encontrava fechado desde o dia 29 de dezembro último, porque a prefeitura não teria pago os salários dos profissionais do setor.

COLABORAÇÃO DA CÂMARA

O presidente da Câmara, Assis Araujo e outros vereadores que compõem o grupo, garantiram apoio às iniciativas do novo prefeito, todas de interesse da sociedade joanina, de acordo com a explanação feita por Dominici e apoiada pelos presentes. “Não faltará apoio da Câmara a essas iniciativas” – disse o presidente.  

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017
São João Batista: MÉDICOS E SERVIDORES FECHAM HOSPITAL PORQUE TÊM SALÁRIOS ATRASADOS


O primeiro grande problema a ser enfrentado pelo prefeito João Dominici (PSDB) que tomará pose hoje na prefeitura de São João Batista será a negociação com médicos e outros profissionais da saúde que fecharam o único hospital da cidade, na última quinta-feira (29), porque não receberam seus salários atrasados. O vice-prefeito Júnior de Fabrício que estava no exercício do cargo em substituição ao titular, afastado por decisão judicial, diz que mandou pagar os servidores, mas, estes, garantem que não receberam.
Cabe ao novo gestor abrir sindicância ou auditoria para apurar a verdade e denunciar os responsáveis por esse ato que fere de morte aos interesses da população. Os postos de saúde, igualmente estão fechados, sem atendimento a quem precisa de assistência médico – hospitalar no município.
Segundo uma fonte do blog em São João Batista o município continua até hoje, como antes, sem organização e sem comando. A esperança é João Dominici consiga recolocar as coisas no lugar e dê um rumo à administração. É lamentável a falta de compromisso com a população dos últimos administradores que “administraram” aquele município. Mas, para o bem coletivo tudo precisa ser devidamente apurado e, se houver culpados, que sejam punidos nos rigores da Lei. Chega de brincar com o povo!    

domingo, 1 de janeiro de 2017
HOJE, DIA DE RECOMEÇO E DE ESPERANÇA
Todos os prefeitos e vereadores eleitos e reeleitos do Brasil tomarão posse hoje. É o recomeço, a renovação da esperança de uma tomada de atitudes e de iniciativas por parte dos novos administradores e legisladores municipais, no sentido de melhorar a vida do povo de suas cidades, que enfrentou nos últimos quatro anos dissabores e decepções; falta de compromisso, desvios de conduta e de dinheiro público, corrupção de prisão de políticos em grande parte das nossas cidades.

Há diferentes horários para as posses dos eleitos. São José de Ribamar – Grande São Luís – desde a madrugada de hoje já está sob o comando do prefeito Luís Fernando (PSDB). Em São Luís a solenidade de posse dos vereadores, eleição da Mesa Diretora e a posse do prefeito Edvaldo Holanda Jr (PDT) terão início às 14 horas, no auditório da Federação das Indústrias do Maranhão (FIEMA). No pequeno município de São João Batista, os onze vereadores serão empossados às 16 horas e, ato contínuo os representantes do povo realizarão a eleição da nova Mesa Diretora e posse do prefeito João Dominici (PSDB).

O G-7 (Grupo dos Sete) acordou que o vereador Assis Araujo (PTB) será o novo presidente da Casa que apresentará chapa única com Júnior de Valdez na vice-presidência e Jorge de Baduca na 1ª Secretaria. Os dirigentes que deixam a administração da Câmara e outros vereadores, entre eles três que não voltarão ao mandato, se envolveram em escândalos porque teriam participado de irregularidades praticadas pelo prefeito anterior que foi afastado do cargo dando lugar ao vice-prefeito que hoje entregará o comando do município a Dominici.

Escândalos de toda ordem aconteceram em grandes e pequenos municípios do Maranhão e do país inteiro culminando com afastamentos, cassações e prisões de alguns deles. Mas parece que essas punições não intimidaram àqueles que continuaram fazendo o malfeito, subtraindo dinheiro público ou aplicando-o de forma errada, causando prejuízos incalculáveis à coletividade. Apesar disso, vale à pena renovar as esperanças e torcer pela honestidade, paz, saúde e felicidade geral, neste ano de 2017. O amor à causa precisa ser mantido.

SEM AUMENTO
O presidente Michel Temer (PMDB) determina que, para o governo federal ajudar financeiramente aos estados, os governadores têm de se comprometer em não nomear ou reajustar salários dos servidores. Para sacrificar ainda mais essa categoria de trabalhadores, quer também que aumentem o percentual de contribuição. Isso significa diminuição da renda do funcionalismo. Quer dizer: os políticos roubam e desviam dinheiro da saúde, da educação, da previdência e de outros setores e o sacrificado acaba sendo o servidor que nada tem a ver com a história. É mais uma injustiça! Apenas oito categorias serão beneficiadas com reajuste salarial este ano.

SEM REPASSE DA REPATRIAÇÃO
O procurador geral de justiça, Luís Gonzaga Coelho Martins solicitou O Tribunal De Contas da União, através de Medida Cautelar, a concessão de liminar proibindo que o Banco do Brasil depositasse nas contas das prefeituras maranhenses, a diferença que os municípios têm direito referente às multas do dinheiro repatriado de brasileiros que se encontrava depositado em paraísos fiscais, no exterior. O ministro Raimundo Carreiro, do TCU deferiu o pedido e, através de liminar determinou ao Banco do Brasil que só faça a transferência dos recursos às contas das prefeituras no dia 02 de janeiro de 2017. O governo recorreu e o TCU voltou atrás, mas os recursos só poderão ser movimentados, mesmo, a partir de amanhã, pelos novos prefeitos porque os depósitos nas contas foram feitos já na noite de quinta-feira, e, na sexta, não houve expediente bancário.

PERIGO NA PONTE
Para não fugir dos assuntos polêmicos, mais uma vez a cidade de São Luís se encontra a mercê de problema sério na ponte Marcelino Machado, a tradicional ponte do Estreito dos Mosquitos. Trata-se de um tema delicado, haja vista a sua importância sócio-econômica para o Maranhão e estados mais próximos. Pela real complexidade da questão e o que já vem causando em termos de especulações, nada mais prudente do que procurar a Defesa Civil Estadual que vem monitorando o caso, sob a coordenação do engenheiro civil Clovis Souza, para esclarecimentos técnicos pertinentes. Ele confirmou que há uma deformação sugestiva que precisa ser debelada em curto espaço de tempo e que o DNIT informou através documento protocolado que já estão sendo tomadas as medidas cabíveis.

Clovis disse, também, que "a idade construtiva, o incremento de carga e as intervenções estruturais já acontecidas formam um conjunto que precisa, indubitavelmente, ser considerado na busca da solução para o caso atual, como por oportuno, servir de parâmetro para medidas preventivas ao restante da estrutura". O certo é que o perigo ronda a ponte do Estreito dos Mosquitos, mais uma vez. 

HOMENAGEM NO FÓRUM DA JUVENTUDE
O Fórum da Juventude de São João Batista, homenageou, na última quinta-feira (29), várias personalidades locais, entre ela o professor João Batista Azevedo (interino desta coluna) e o ex-prefeito Eduardo Dominici. O primeiro pelo esforço depreendido quando secretário de Educação, para a criação da instituição e o segundo pelo apoio oferecido no período em que foi prefeito do município. Cerca de 50 pessoas que se destacaram como educadores e diretores de escolas, dentre outras, também, receberam a distinção do Fórum, único da região da baixada que está em plena atividade. 


MAIS UMA VEZ A COLUNA DESEJA AOS LEITORES E À POPULAÇÃO EM GERAL UM FELIZ E PRÓSPERO 2017! 

sábado, 31 de dezembro de 2016