Notícias

O QUE VALE PARA OS AMIGOS, NÃO VALE PARA OS INIMIGOS

As lideranças partidárias incumbidas de defender os amigos e correligionários enrolados na Lava Jato e na Justiça, procuram minimizar as delações premiadas e decretam nos discursos a nulidade desse instrumento como prova de delitos. Para o PT, por exemplo, os delatores de Lula da Silva agem visando a liberdade ou a redução de pena, pois são criminosos. Já o PMDB condena Wesley Batista como autor de centenas de crimes, “absolvido” pelo procurador Rodrigo Janot. Wesley é autor de uma gravação que revela o comprometimento do presidente Michel Temer em atos incompatíveis com o cargo que exerce, ao tempo em que elogia o juiz Sergio Moro por condenar Lula, também, com base em delações. Quer dizer: o que “vale pra Chico não vale para Francisco.”
O PT, com apoio do PCdoB, Psol e Rede defende Lula e acusa o juiz Sergio Moro pela condenação do líder e apóia o procurador Rodrigo Janot pelo pedido de abertura de inquérito contra Temer em tramitação na Câmara que pode ou não autorizar o Supremo Tribunal Federal a abrir o procedimento legal para afastá-lo da Presidência da República. Seriam mais coerentes PT e PMDB, juntos liderarem movimento contra as delações que envolvem as maiores lideranças desses partidos.
Condenado em primeiro grau o ex-presidente Lula não se fez de rogado, “não perdeu a ternura” e lançou na última quinta-feira (13) a sua pré-candidatura a presidente da República. Confia que o julgamento em segundo grau que o tornaria inelegível não ocorrera antes do dia 05 de agosto de 2018, data limite para o registro de candidaturas. Por outro lado acredita que será considerado inocente o que, segundo observadores e juristas será quase impossível.
EMENDAS E HIPOCRISIA
Deputados e senadores da oposição condenam Michel Temer por autorizar a liberação de emendas parlamentares dos que votam a favor do governo, em valor muito além do liberado aos que tomaram posição contra ele. Pergunta-se: Quem, no poder não usou desse instrumento para se beneficiar? Zé Sarney “gastou” milhões ou bilhões de reais para “ganhar” mais um ano de mandato; Fernando Henrique, igualmente, para aprovar a reeleição; Lula e Dilma, então, abriram as torneiras para aprovar Medidas Provisórias e facilitaram a romaria para a busca de propinas junto à Petrobrás e às grandes empresas.
Collor de Melo não conquistou a maioria no Congresso Nacional, por isso foi instado a renunciar o mandato. Não conhecia “a malandragem”. Apenas seu homem forte PC Farias teria feito algum gesto de bondade para parlamentares. Morreu!
Muitos dos que hoje criticam a liberação de emendas, foram super privilegiados com essas medidas e não reclamaram. O “grito” de muitos deles é pura hipocrisia, pois, sabem como isso funciona, já foram em alguns momentos beneficiados e agora reclamam. E isso não acontece apenas no Congresso Nacional. Governos estaduais e municipais agem da mesma forma para adquirirem maioria nas Assembléias e Câmaras Municipais. Liberam emendas e empregos para deputados e vereadores “da base aliada” que não se cerceiam com pouca coisa não! É muito dinheiro público vazando pelo ralo da corrupção, em todo o país.   
MP INFLEXIVEL
O prefeito João Dominici está lutando desde o primeiro dia de mandato, para preencher lacunas encontradas na Prefeitura de São João Batista. Realizou licitações de obras importantes para o município, mas o representante do Ministério Público ingressou com ações na Justiça para anulá-las. Mais recentemente propôs realizar “Seletivo” para preencher temporariamente vagas existentes em vários setores. O promotor pediu à Justiça a nulidade do certame. O juiz da comarca, no entanto, admitiu que o SELETIVO fosse realizado apenas para a área médica o que foi feito nos dias 13 e 14 passados. Inflexível, o promotor recorreu da decisão e solicitou a nulidade do ato em sua totalidade. Espera-se a posição do juiz, sobre o recurso do promotor, para a realização dos contratos dos aprovados para a área médica.
NAS ESCOLAS
Na maioria das escolas públicas de São João Batista os alunos estão sem a merenda escolar, porque não existem cozinheiras enquanto os produtos ficam armazenados, correndo risco de passarem do tempo de validade. Há, também, registros de arrombamento e furtos nessas escolas e até em secretarias municipais, por falta de vigias. Na visão do promotor as vagas só podem ser preenchidas através de concurso público. Não admite contratações temporárias (enquanto o concurso seja providenciado) mesmo diante da urgência que os fatos exigem.
LEI TRABALHISTA
O presidente Michel Temer sancionou a nova Lei Trabalhista na última quinta-feira com a certeza de que a partir de agora o relacionamento entre patrão e empregado será muito mais saudável, com resultado positivo para os dois segmentos. A oposição que votou contra a matéria (aprovada por 50 votos contra 25 na Comissão de Justiça) contradiz opiniões de especialistas, empresários e categorias de trabalhadores e critica com veemência na nova lei que irá à discussão e votação no dia 02 de agosto (depois do recesso) no plenário da Câmara Federal. Resta esperar para saber quem tem razão.            
REGISTRO LAMENTÁVEL
Apenas ontem recebi a triste notícia do falecimento do amigo Antonio Santos Jacinto, em São Luís. Lamento profundamente a perda de um querido companheiro de muitas caminhadas. Antonio era tenente reformado da Aeronáutica e filho do saudoso Aquiles dos Santos Jacinto, ex-prefeito de São João Batista. Antonio, um conterrâneo e amigo de bom trato, inteligente, morreu repentinamente e deixa viúva a advogada Julce Jacinto e o neto Victor aos quais pedimos a Deus que estendesse as suas mãos, os confortando e os abençoando neste momento de saudade e dor profunda, pela grande perda.

domingo, 16 de julho de 2017
SÃO JOÃO BATISTA: Ex-prefeito é alvo de ação por ato de improbidade
O Ministério Público do Maranhão ajuizou, em 3 de julho, Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa contra o ex-prefeito de São João Batista, Fabrício Costa Correia Júnior, em razão de ter editado irregularmente, em 10 de outubro de 2016, o Decreto nº 002/2016, que declarou situação de calamidade pública no referido município, com previsão de contratação direta, sem licitação, de ações indispensáveis e essenciais à manutenção da prestação dos serviços públicos.

Formulou a manifestação o promotor de justiça Felipe Augusto Rotondo. Segundo o representante do MPMA, Fabrício Costa Correia Júnior assumiu interinamente o cargo de prefeito em 19 de setembro de 2016, em razão do afastamento do então prefeito Amarildo Pinheiro.

IRREGULARIDADES

Dez dias após o início de sua administração, em 28 de setembro, o prefeito interino editou o decreto. No entanto, o MPMA sustenta que o documento não preenche os requisitos formais nem materiais para a decretação de estado de calamidade pública, exigidos na Instrução Normativa nº 01, do Ministério da Integração Nacional.

Segundo o promotor de justiça Felipe Rotondo, não foram apresentados relatórios, demonstrativos, contratos, nem informações sobre a situação financeira, orçamentária, contábil, patrimonial, de processos licitatórios e de pessoal da Prefeitura de São João Batista.

Na ação, o representante do MPMA também destaca que, para ser declarado estado de calamidade pública, é necessária a ocorrência de desastres de grande proporção, capazes de comprometer, de forma significativa, a administração do município.

Por estas razões a Promotoria de Justiça da Comarca de São João Batista, à época, ajuizou Mandado de Segurança, pedindo a suspensão do decreto. A Justiça concedeu a medida liminar, suspendendo a eficácia dodocumento e de todos os atos de contratação decorrentes dele.

O referido decreto administrativo foi elaborado com claro desvio de finalidade, ou seja, apenas para livrar a administração dos rigores da Lei nº 8.666/93 (Lei de Licitações), bem como para justificar remoções e demissões arbitrárias e contratação de novos servidores, sem concurso público”, enfatizou o promotor de justiça.

Para Felipe Rotondo, houve clara ofensa aos princípios da impessoalidade, moralidade, motivação, legalidade e eficiência no serviço público. “O réu violou também os deveres de honestidade, imparcialidade e lealdade às instituições ao praticar ato visando finalidade proibida ou diversa daquela prevista no ordenamento publico”, completou.

PEDIDOS

O Ministério Público do Maranhão pediu a condenação do réu, conforme a Lei de Improbidade Administrativa (Lei nº 8.429/92), com a aplicação das seguintes penalidades: perda da função pública, ressarcimento integral do dano, suspensão dos direitos políticos de três a cinco anos, pagamento de multa civil de até 100 vezes o valor da remuneração mensal recebida pelo gestor à época do fato, e a proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo período de três anos.

Também solicitou à Justiça que seja enviado ofício à Secretaria Municipal de Saúde para que informe, se no mês de setembro de 2016, houve alguma calamidade pública de grandes proporções no município, capaz de comprometer a saúde e integridade física da população em geral..

Foi requerido, ainda, que seja enviado ofício à Secretaria Municipal de Administração e Finanças para o encaminhamento das cópias de todos os contratos de fornecimento de bens ou serviços celebrados pela Prefeitura, desde o dia 19 de setembro ao dia 31 de dezembro de 2016, bem como de todos os atos administrativos de remoção, demissão, admissão, contratação de agentes efetivos, contratados e temporários, realizados no mesmo período.


(CCOM-MPMA)

sexta-feira, 7 de julho de 2017
FESTA JUNINA FOI SUCESSO EM SÃO JOÃO BATISTA
Em Olinda dos Aranhas as brincadeiras vararam a madrugada no último final de semana



Sem registro de violência e com muita participação e animação das comunidades, a Prefeitura de São João Batista realizou festas juninas que agradaram a todos. Na sede do município, e nos povoados de São José e Olinda dos Aranhas (vídeos abaixo) as brincadeiras vararam a madrugada no último final de semana, com a presença firme de policiais militares auxiliados por guardas municipais, não foram registrados crimes nem assaltos no município. As brincadeiras típicas da época e as bandas que animaram esses locais foram devidamente pagas. 

Aliás, por falar em pagamento, o prefeito João Dominici desde o início do seu governo tem autorizado o pagamento do funcionalismo dentro do mês trabalhado e, em junho, antecipou 50% do 13º salário aos servidores que tem direito ao benefício.

Tratar as pessoas com respeito, procurando atender suas reivindicações é uma das principais decisões da atual gestão de São João Batista que está recuperando o asfaltamento da Av. Getúlio Vargas e serviços de tapa-buracos nas vias que foram mais prejudicadas com as fortes chuvas. Cerca de 20 das 30 estradas vicinais do município já tiveram o acesso melhorado: se encontravam intransitáveis.



Aproveitando o período de férias dos alunos os prédios escolares sofrerão reformas estruturais, por determinação do prefeito João Dominici, que, diga-se de passagem – como aconteceu em várias regiões, recebeu a prefeitura completamente desestruturada, sem informações porque o prefeito anterior descumpriu a Constituição e não fez como deveria, a transição administrativa.

Hospital fechado, por falta de pagamento dos médicos, ambulâncias quebradas, débitos vultosos de combustível e energia elétrica, ambulâncias imprestáveis, tratores sem pneus e sem motor além de funcionários com salários atrasados e precatórios a pagar foi à herança que Dominici recebeu dos gestores anteriores. 



Apesar de todas essas dificuldades pode-se verificar que o prefeito João Dominici nestes primeiros seis meses de governo está mudando a cara de São João Batista para melhor e a população começa a assimilar o interesse de sua equipe em fazer um excelente governo. 

Videos das atrações do Arraial de Olinda dos Aranhas
 
video



video
video
video
video






quarta-feira, 5 de julho de 2017
Impasse São João Batista: MP SUSPENDE SELETIVO PROPOSTO PELA PREFEITURA
Ainda não foi resolvido o problema sobre o Seletivo que a Prefeitura de São João Batista com o objetivo de contratar pessoal para suprir as necessidades da administração, em caráter emergencial, enquanto serão tomadas as iniciativas para promoção do Concurso Público e o conseqüente preenchimento das vagas existentes nas áreas médica, de educação e serviços gerais.

Nos pequenos municípios, como é o caso de São João Batista, a exigência do concurso público depara com a frustração de vários pretendentes: é que para vigias, zeladoras, cozinheiras e outras funções, são exigidas certificados de conclusão, no mínimo, do curso primário. E os interessados podem até ter cursado, mas não dispõem do documento comprobatório que não era expedido em épocas passadas. São pais e mão de famílias que tem experiência no trabalho, uma vez que o exerceram no passado, por meio de contrato temporário, permitido até então e que agora a lei os impede de reingressar no serviço que executam bem com a experiência adquirida ao longo do tempo. 

Sem cozinheiras a merenda escolar corre o risco de apodrecer nas escolas. Escolas e secretarias pode ser alvo de vândalos ladrões por falta de vigias. Os vereadores de São João Batista, liderados pelo presidente da Câmara Assis Araujo, foram na última quarta-feira ao promotor público do município fazer colocações e buscar um entendimento no sentido de se encontrar uma solução urgente para o impasse, considerando a proibição do Seletivo e a impossibilidade da realização do concurso público antes de dezembro uma fez que prazos precisam ser cumpridos para a execução do certame. 


Não tivemos informações sobre o encontro dos vereadores com o promotor. Por outro lado, soube-se que a Prefeitura poderá recorrer ao Tribunal de Justiça com o objetivo de reverter à decisão do juiz que deferiu, em parte, a ação interposta pelo Ministério Público.

Brasil, um país perdido
Por João Batista Azevedo (Interino)


A cada acontecimento diário na política brasileira mais fica à mostra que o Brasil está um país acéfalo, perdido. Já não há mais possibilidade de um debate racional sobre a situação do país. Uns até acham que sim, outros acham que não. Não se entende mais nada. A decepção vem de todos os lados. Não bastasse a classe política, agora são os membros do STF, a mais alta corte de justiça do país, que nos deixa apreensivos com algumas decisões de alguns de seus ministros. Aliás, entre os próprios membros do STF há discordância quanto à postura dos políticos que enlodam a atual conjuntura política brasileira. Para uns poucos temos a melhor casta política, como provam as últimas decisões.

Cada grupo político vê os acontecimentos da maneira que lhe convém, e o debate vai para o brejo. Agora disputa-se qual é a maior quadrilha em ação nesse país abandonado por Deus, que, diziam, era brasileiro. Só que não. O PT e o PMDB são acusados de terem organizado quadrilhas para manipular o governo, e existem fatos que demonstram que aos dois cabe essa horrenda nomenclatura.

O sistema político brasileiro está falido, e a corrupção, a insegurança nas ruas, as políticas públicas ineficientes, o serviço público de qualidade precária e o baixo crescimento econômico são apenas algumas das consequências desse fenômeno. Não somente as investigações da Operação Lava Jato, mas também a situação caótica das penitenciárias, a violência do crime organizado e a falência financeira de estados e municípios colocaram definitivamente a olho nu o problema.

Um dos Procuradores da Força-tarefa da Lava-Jato, Carlos Fernando dos Santos Lima, resumiu o quão grave é o momento político brasileiro. “Pode ser que não queiramos acreditar nisso. É natural negarmos a gravidade de problemas que nos afetam, tentando medidas paliativas, na esperança de que, diminuindo a febre, possamos escapar da doença. Mas de nada adianta nos iludirmos, pois é essa doença, um sistema político disfuncional e corrompido, que subverte a democracia e o estado de direito. Se não nos mata, nos mantém tísicos, enfraquecidos como nação”. 

O golpe contra Dilma foi um erro

É o que assegura o senador e ex-presidente do senado, Renan Calheiros. Depois de renunciar à liderança do PMDB na quarta-feira, chamando Temer de covarde e apontando a influência de Eduardo Cunha em seu governo, o senador Renan Calheiros reconheceu que o impeachment da presidente eleita Dilma Rousseff foi um erro pelo qual o país está pagando caro. “– É claro que foi um erro. A ideia de que todos os problemas se resolveriam com o afastamento dela foi uma estratégia do Eduardo Cunha para governar sob as costas do Michel”. Pelo sim, pelo não, o certo é que todos os problemas se agravaram e agora a crise política está chegando a uma situação-limite, está cobrando uma saída, seja com a antecipação de eleições, como defendeu o Fernando Henrique, seja com a adoção do parlamentarismo. 

Os governos e suas propagandas

Sempre me questionei sobre as mídias dos governos, sobretudo as dos governos estaduais. Será se elas surtem o efeito que esperam os governantes? A população que a elas assistem, bem editadas, de fato dão crédito aquilo que veem? Tenho minhas dúvidas. Se para uns pode ser gratificante, para outros, é frustrante, sobretudo para aqueles que veem suas obras prometidas caírem no esquecimento. Este sentimento certamente é o que recai aos moradores do povoado de Itans, município de Matinha, que teve prometida a Estrada do Peixe, e até agora, só um enorme lamaçal separa o povoado da sede do município. Só pra lembrar, Itans é o maior polo produtor de peixes de criatórios do Estado.

Do mesmo modo frustrante, estão os moradores das cidades do litoral norte do Estado com a prometida e alardeada construção da ponte sobre o rio pericumã, ligando os municípios de Bequimão a Central do Maranhão e a todos os municípios do litoral norte, como Porto Rico, Mirinzal, Apicum-açu, Serrano, Cedral e outros. A população a ser beneficiada espera mais empenho na retomada destas obras por parte do governo Flávio Dino, e que tão logo elas posam integrar o “pool’ de obras concluídas a serem exibidas nas propagandas oficiais.

A MA-014

A população baixadeira espera ansiosamente que a recuperação da rodovia MA-014, que liga os municípios da Baixada Maranhense, de fato seja iniciada agora no mês de julho, como prometeu o secretário de Infraestrutura Clayton Noleto. As informações dão conta de que toda a rodovia que vai de Vitória do Mearim a Pinheiro precisa literalmente ser refeita, haja vista a intrafegabilidade. Não bastasse os reclames da população e de quem dessa estrada se utiliza, os políticos – alguns naturais de municípios da Baixada – podem comprovar a necessidade e urgência da recuperação dessa importante rodovia estadual.

De olho nos Deputados Federais e Senadores

O povo maranhense, não diferente de toda a população brasileira, assiste às peripécias dos seus deputados federais e senadores. Agora é a hora de mostrar que de fato representam o povo ou a uma elite empoderada. Nessa novela, cujos atores e coadjuvantes são os nossos políticos, a população assiste incrédula à postura cínica da maioria dos nossos deputados e senadores. A população manda avisá-los de que no próximo ano, tem-se a prestação de contas de suas ações de hoje. Nós, o povo, estamos de olhos atentos e vigilantes!

Recurso

Diante da decisão do juiz Ivis Monteiro da comarca de São João Batista, que cancelou o seletivo que a Prefeitura de São João Batista iria realizar para a contratação temporária de servidores, não caberia outra ação, por parte do Prefeito João Dominice senão entrar com recurso junto ao Tribunal de Justiça. A decisão do juiz é questionável, pois apenas para alguns cargos fora permitida a realização do seletivo, julgando assim indispensável. O que muitos se perguntam é: “e os vigias para as escolas, as zeladoras, as merendeiras, os auxiliares administrativos não são imprescindíveis para o funcionamento destes setores”? A população espera resposta para muitas desta indagações, como espera também que os doutos representantes do Ministério Público e do Juizado, possam pactuar com o poder executivo para uma plena governabilidade em São João Batista. Assim, todos ganharão com certeza e a cidade agradece.

sábado, 1 de julho de 2017
MISSÃO QUASE IMPOSSÍVEL
Com fundamento nos atos praticados por Lula da Silva, Dilma Rousseff e Michel Temer, sob investigação do PF e do MP, poderíamos afirmar que esse trio é nocivo ao país e à Nação. PT e PMDB são os partidos que mais abrigam em suas fileiras políticos envolvidos com bandidagem e que têm a missão quase impossível de voltarem a adquirir a confiança da sociedade brasileira e dos mercados nacional e internacional. É verdade que a corrupção está latente em todo o mundo, mas, no Brasil, graças a esse trio, foram ultrapassados todos os limites. São mais de mil homens públicos direta ou indiretamente manchados com a nódoa da bandidagem. Só no Congresso Nacional tem mais de uma centena deles. 
No Poder Judiciário, nos tribunais de contas e no próprio ministério público há indícios de irregularidades e, em algumas dessas instituições, há comprovação de ilicitudes, o que nos leva a acreditar na possibilidade de, em 2018 as atuais lideranças mais notáveis ficarem impedidos de concorrer às eleições. Que venha, então, gente nova, sem vícios disputar, com lisura os votos dos eleitores que ainda, lamentavelmente, são obrigados a comparecer às urnas. Mas, apesar da obrigatoriedade do voto, a abstenção será enorme exatamente por falta de credibilidade dos políticos junto à população.
Em que pese o desgaste moral do PT e do PMDB, porém, eles ainda conservam em suas fileiras “milhões de apaixonados” que não querem nem saber o que eles fazem, querem isto sim, é defendê-los e segui-los. A missão do jornalista é espinhosa e suscita dúvidas em parte da sociedade, um exemplo: quem não apóia nem Lula nem Temer, apoiaria o Aécio, tão sujo quanto? Necessariamente não. Hoje existe uma carência muito grande de políticos confiáveis, essa é a verdade e é por essa razão que a abstenção em 2018 será a maior já vista no país. Votos nulos e em branco, pelo “andar da carroagem” marcarão presença nas urnas.  
 Posicionar-se numa situação dessas, em torno de um nome ou de um partido, quando a corrupção se alastra de forma absurda é, também, uma missão quase impossível para quem defende a honestidade como princípio de vida.

NO MARANHÃO
Vejam bem caros leitores. No Maranhão, hoje, existem duas forças políticas em destaque: o grupo de Flávio Dino (no poder) e dos Sarney (na oposição). Em termos de Brasil o primeiro é oposição e o segundo é governo. Há partidos aliados do governo estadual e do governo federal, como o PSDB do vice- governador Carlos Brandão. Se um jornalista entender que o PSDB deveria ficar com os sarneysistas que acabaram de livrar Aécio da degola (Leia-se João Alberto de Sousa – Comissão de Ética do Senado), ele (o jornalista) é contra Flávio Dino. Mas se ele entender que o PSDB deve ou deveria permanecer aliado ao PCdoB, aí ele é “flavista” ou comunista. Isto é: se ficar o bicho pega se correr o bicho come.
É normal a imprensa brasileira ter um lado que não é o do leitor, como deveria ser: noticiar, informar, opinar sobre fatos sem a intenção de agradar ou desagradar os poderosos. Mas, não. Sempre é observada uma tendência a favor ou contra governantes, observado o momento. Exemplificando este colunista durante 40 anos denunciou e criticou o grupo Sarney que foi sacado do poder por ex-aliados, que continuaram trilhando os mesmos caminhos por um período até que veio o rompimento esperado, agradando uns e “decepcionando” outros. Zé Reinaldo foi o precursor desse movimento seguido por Jackson e Flávio Dino. Chegamos até aqui sem saber o que nos espera no futuro.

COMO PROCEDER
Diante desses fatos narrados sou questionado por leitores sobre a minha posição sobre o atual governo (gostariam de me ver sempre na oposição, baixando o pau). Não é assim – explico – hoje o meu lado é o lado, como sempre, dos menos favorecidos que labutam diariamente pela sobrevivência. Até agora não há fatos, nem atos do atual governo que comprometam a sua imagem ou conduta. “Quando houver”... Um leitor nem deixou que eu concluísse a frase. Interrompeu-me para dizer que o governo Flávio Dino é igual ou pior do que o de Roseana, em termos de irregularidades. Restou-me pedir-lhe uma prova. Ele não a tinha.
Muito difícil ser independente e/ou imparcial nestes tempos em que a desconfiança ronda os quatro cantos do universo, por culpa de quem? Da maioria dos homens públicos, naturalmente, porque é essa maioria que envergonha, com seus atos, a Nação brasileira.

OBRAS EM SÃO JOÃO BATISTA
Por toda esta semana deverá ser concluído o trabalho de asfaltamento da principal Avenida de São João Batista e recuperação de parte da MA-014 (alça que vai de Campina a Santana que se encontrava quase intransitável. O prefeito João Dominici, que é engenheiro civil por formação, acompanhou os serviços. A população demonstra satisfação com a boa qualidade da obra, fruto de convênio com o governo do Estado e há muito tempo esperada pelos joaninos.
Por outro lado os três poços artesianos entregues pelo prefeito João Dominici às comunidades, resolveu o problema de abastecimento de água a contento.

SHOPPING
A assessoria de imprensa do Shopping contesta informação da coluna de que lá são cobrados R$ 6,00 por hora de estacionamento. Esclareceu que esse valor é referente por três horas. Da próxima fez guardarei o comprovante de pagamento e voltarei ao assunto.  

 AS QUADRILHAS
As quadrilhas juninas estão merecendo destaque nos “arraias” e merecem a vibração e o aplauso do público. E as quadrilhas do PMDB, do PT, do PSDB, continuam agindo nos porões dos palácios e de outras instituições poderosas?...

domingo, 25 de junho de 2017
O LADO PODRE DA POLÍTICA


É vergonhosa e revoltante a situação em que vivemos no Brasil, um país maravilhoso, naturalmente rico, porém, abrigando uma população pobre e carente de segurança, boa educação, saúde, empregos... Governantes e ex-governantes envolvidos em falcatruas, bandidagem, revelando o lado podre da política, em cujo patamar está a maioria do Congresso Nacional compondo com o governo a mais lastimável realidade da qual não se pode fugir. Enfrentá-la é a única opção que sobra aos poucos homens de bem que insistem permanecer na luta em prol da ética e dos bons costumes.
Hoje se discute a prisão do senador afastado Aécio Neves. Ótimo. Mas antes deveriam efetivar a prisão de Lula, de Dilma, Michel Temer, Joesley Batista e demais envolvidos em bandidagem, que enriqueceram com dinheiro público, ilicitamente, em detrimento do país e dos seus milhões de habitantes que vivem na miséria, comendo “o pão que o diabo amassou.”  
É necessário dizer que quando uma autoridade age no exercício da sua função pensando ou projetando benefícios pessoais futuros, deixa de merecer o respeito e a admiração. Fala-se, por exemplo, que Rodrigo Janot, autor de competente e corajoso trabalho à frente da Procuradoria Geral da República pretende ingressar na política partidária e disputar cargo eletivo, portanto, misturar-se a essa classe que, pelos seus atos, está desmoralizada na opinião pública.
Este comentário, porém, merece um adendo: homens sérios, honestos precisam, por outro lado ocupar espaços, substituir os malfeitores assumindo o comando do barco que está prestes a afundar. Aos leitores cabe analisar as duas situações e tirar as suas conclusões. O lado podre da política precisa ser colocado no lixo da história.

ANIVERSÁRIO DE SÃO JOÃO BATISTA
A população de São João Batista festejou, no último dia 14, os 59 anos de emancipação político – administrativo do município. O prefeito João Dominici entregou à população três poços artesianos de grande vazão que suprirão as necessidades das comunidades que sofriam, principalmente no verão, com a escassez de água potável. Foi realizada Missa em Ação de Graças e iniciado o trabalho de restauração da Avenida Getúlio Vargas que receberá por toda esta semana novo asfaltamento. A via estava praticamente intransitável. A grande obra é fruto de um convênio Prefeitura / Governo do Estado e beneficiará enormemente a população e visitantes.

ANULANDO LEI
A promotoria de Justiça de São João Batista entrou com pedido junto ao procurador geral de Justiça, juiz Luís Gonzaga Martins Coelho, versando sobre a inconstitucionalidade da Lei Municipal 01/2017, que trata da contratação temporária de pessoal que atenderia diversos setores da administração. O promotor solicitou a suspensão dos efeitos da referida lei em medida cautelar.
O prefeito João Dominici disse à coluna que o diploma legal não foi utilizado pela administração, que optou por realizar SELETIVO, cujo processo está em andamento, para suprir as necessidades do município, de imediato, enquanto viabiliza o concurso público que poderá ocorrer ainda este ano, conforme determina a Constituição Federal. 

O FOGO
Comenta-se em São João Batista que Manoel Cutrim Costa tentou colocar fogo no prédio da Prefeitura local, apenas para satisfazer adversários políticos do prefeito que usam dos mais sujos métodos para atrapalhar a atual administração. O “incendiário” foi preso e está sendo investigado.

PSDB COM ZEQUINHA?
Tudo pode acontecer. As negociações, para salvar a pele de Aécio Neves correm soltas em Brasília. Como é sabido, a Comissão de Ética do Senado, aprova ou desaprova pedidos de cassação dos senadores. O de Aécio Neves está lá e poderá ser apreciado ainda esta semana. O presidente da Comissão é o senador João Alberto de Sousa, escudeiro dos Sarney, a quem é atribuída à maior responsabilidade nesses julgamentos. Pois bem. O ministro, deputado federal e candidato a senador Zequinha Sarney se propõe a ajudar salvar Aécio, via João Alberto. Mas como nada, em política, ocorre sem a devida compensação, o PSDB do Maranhão pode sair das hostes do governo Flávio Dino e passar para o comando sarneysista. Caso isso venha a ocorrer haverá debandado de tucanos, mas, também, adesões de políticos que hoje militam em outras legendas. Vai ser um corre – corre danado.
Tucanos com maior plumagem como o vice-governador Carlo Brandão e o secretário de Estado e deputado Neto Evangelista, certamente deixarão as fileiras do PSDB, para engrossar o caldo do PCdoB ou de outras legendas agregadas no governo.

SAIU DA TOCA
O prefeito de São Luís, Edvaldo Holanda Junior que passou os seis primeiros meses do ano praticamente sumido, enquanto a cidade se sentia abandonada, voltou a aparecer aos viventes da capital. A obra executada em convênio com o Estado no Retorno da Forquilha, finalmente, entra na fase de conclusão e foi inspecionada pelo governador Flávio Dino, na última sexta-feira. Uma vez concluída a obra possibilitará maior fluidez ao trânsito naquela área.

ESTACIONAMENTO
Freqüentadores do Shopping da Ilha reclamam do valor cobrado pelo estacionamento. Por uma hora ou menos o preço é de R$ 6,00 (seis reais). Sugestão: o PROCOM deveria fixar um valor igual para todos. Nos hospitais, nos shopping todo mundo paga estacionamento. Absurdo!       

domingo, 18 de junho de 2017
TSE OFICIALIZA O PREVISÍVEL: ABSOLVE CHAPA DILMA/TEMER

O julgamento da chapa Dilma / Temer, pelo Tribunal Superior Eleitoral, que durou mais de 70 horas e foi encerrado na noite da última sexta-feira (9), obteve o resultado previsível, especulado pela imprensa e comentada nos bastidores da política em Brasília. Três ministros votaram pela cassação da chapa acusada de ter sido eleita em 2014, com dinheiro sujo da propina, via caixa dois. Outros três magistrados votaram pela absolvição dos acusados, permitindo que Dilma volte a se candidatar a qualquer cargo eletivo em 2018 e Michel Temer a continuar à frente do governo central.
Os ministros, com capacidade justificaram os seus votos, nos remetendo a idéia de que a interpretação de cada crime, de cada delito, a cargo da justiça pode tomar rumo inesperado e/ ou esperado, como foi este caso, dependendo da disposição e interesse do dono do voto. Ao presidente do colegiado, ministro Gilmar Mendes coube o voto de minerva favorável aos acusados.
Para o deputado Chico Alencar (PSOL-RJ) o “calvário de Temer não acabou” justificando que ele responde um processo no Supremo Tribunal Federal, pelos crimes de corrupção e obstrução da Justiça. Só que, para o presidente ser processado a Câmara dos Deputados teria que autorizar e para isso acontecer pelo menos 2/3 dos parlamentares, obrigatoriamente precisariam votar a favor. Os 2/3 quem têm é o governo e não a oposição, portanto, o presidente, como ele mesmo afirma ficará no Palácio do Planalto até o final de 2018.
É verdade que nesta segunda – feira (12) o PSDB vai se reunir para decidir se apeia ou se fica no governo. Também é previsível que os tucanos não baterão asas, e ao permanecerem apoiando Temer, praticamente sacramentam o apoio e a solidez do mandato do peemedebista à frente da administração federal.
Os deputados e senadores da oposição haverão de continuar fazendo barulho. Antes gritavam “fica Dilma”. Agora, “fora Temer.” O jargão é utilizado de acordo com o momento e com os interesses inconfessáveis de cada grupo político. O PT, segundo os delatores (quase todos), abarrotou cofres e baús com dinheiro de propina da Petrobrás, mas, para os petistas é tudo mentira. No momento, para eles réu é Temer. Os peemedebistas, lógico, contradizem os adversários e invertem os papéis. É assim que funciona!...

SEM DIFERENÇA
Não há diferença comportamental entre Lula, Dilma e Temer. Segundo o noticiário, denúncias de delatores e o que consta dos processos que tramitam na justiça contra eles, todos cometeram delitos graves. Mas o trio – como é normal em política – se confessa inocente e conta com defensores e acusadores na justiça e no parlamento, de tal modo que o povo fica confuso quanto à realidade dos fatos. Acredita-se que a Lava Jato cumpre o seu papel. O juiz Sérgio Moro já condenou e absolveu muitos envolvidos em crime de corrupção. Mas, a pergunta mais recorrente é sobre a prisão ou não do ex-presidente Lula um dos primeiros a ser denunciado e processado. Repete-se, então a pergunta: quando Lula será preso? Há quem responda de chofre: “nunca”! Será?

SÃO JOÃO BATISTA: 59 ANOS
O município de São João Batista completará no próximo dia 14 (quarta-feira), 59 (cinqüenta e nove anos de emancipação político – administrativa. Já passaram por lá cerca de dez prefeitos, alguns com mais de um mandato. O atual, à frente da administração há menos de cinco meses é o engenheiro João Dominici, que comandará as festividades alusivas ao importante dia, com Missa em Ação de Graça, inaugurações de obras e festa na praça. Estão previstos para esse dia a entrega à população de três poços artesianos, para atender a demanda de consumidores carentes do produto (água) e o asfaltamento de 10 quilômetros de ruas e avenidas da cidade, em convênio com o governo do Estado. A atual administração, desde o início, tem enfrentado e vencido obstáculos burocráticos, mas, a partir de agora tudo leva a crer vai deslanchar, para felicidade da população e desespero de quem não quer o desenvolvimento do município.

FÓRUM DA BAIXADA
O Fórum da Baixada Maranhense, composto por pessoas oriundas da região se reúne periodicamente para debater temas relacionados ao desenvolvimento sustentável dos municípios. O projeto de diques e barragens que contemplaria a população continua parado. Apesar de ter sido bem recepcionado pelo governo estadual, não progride porque faltam verbas para executar a tão esperada obra, que segundo especialistas, seria de grande alcance social. O fórum, presidido pelo advogado e professor Flávio Braga continua lutando para que a concretização do grande feito não caia no esquecimento de mais um governo, pois o projeto assimilado durante a administração de Zé Reinaldo, continua no papel e já meio apagado pelo tempo... 

PACIENTES DO SUS SOFREM
Pacientes que dependem de atendimento de saúde na rede pública sofrem. As consultas são difíceis de fazer, os exames, idem. Quando o caso é de urgência, nos prontos socorros faltam médicos, medicamentos (inclusive os básicos como luvas e esparadrapo). O mais grave é que isso não ocorre apenas em São Luís. No interior a situação é igual o pior. “Das duas uma” – comenta um leitor – “ou demitiram médicos ou a população de enfermos aumentou muito.”
Na verdade o que se vê nas filas de marcação de consulta ou nos atendimento de urgência é de doer o coração. É desumano!

REFORMA ADMINISTRATIVA
O Projeto de Reforma Administrativa do Governo Federal, que tramita no Congresso Nacional deverá favorecer classes de servidores que já são privilegiadas. Enquanto as mais humildes vão continuar “comendo o pão que o diabo amassou”, recebendo salários miseráveis, que só possibilitam dura e amarga sobrevivência.      
   

domingo, 11 de junho de 2017
FALTA CORAGEM?


O governo federal, segundo especialistas sabe que os grandes devedores da Previdência Social, acumulam débitos de R$ 420 bilhões, quase o triplo do valor do déficit anual revelado pelo mesmo governo. Por que, então, ao invés de tentar “ferrar os trabalhadores” com mais tempo de contribuição e mais idade para se aposentar, não cobra os “graúdos” e acerta as contas da previdência? Falta coragem, planejamento ou competência? Lógico, nós leigos não devemos nos arriscar em aprofundar o debate da questão, mas a conta é simples e qualquer pessoa pode entender que se os maiores devedores apoiam a tal reforma de Michel Temer porque querem que a situação continue como está.

O que se pode afirmar é que os nossos mandatários, feitas as exceções, nada fazem para beneficiar a população. Quando eles se reúnem para discutir as sugestões e propostas, colocam em primeiro os seus próprios interesses deixando para segundo plano, os da sociedade como um todo. Deputados e senadores, de acordo com a Reforma da Previdência em discussão, acabam com as aposentadorias milionárias dos parlamentares as transferindo para o INSS que tem teto máximo de R$ 5.700 (cinco mil e setecentos reais).

Mas, alguém acha que essa decisão vai valer para os atuais mandatários ou somente para os futuros congressistas? E como a maioria deles se candidata e faz tudo pra ganhar por causa dos vencimentos que chegam a ultrapassar R$ 100 mil, e nunca na população, a briga por uma vaga nos partidos deverá diminuir. Os bilhões de reais subtraídos pela corrupção no Brasil, uma vez recuperados em sua totalidade e sem gastos com as “operações” dariam para suprir parte do déficit público crescente a cada ano.

São questões em pauta para serem debatidas e, quiçá resolvidas até o ano que vem, quando, finalmente, o povo será convocado novamente a votar nessa trupe contaminada, vergonhosamente, pela corrupção e pelo privilégio.

EXEMPLO VERGONHOSO
Os irmãos Joesley e Wesley, da JBS estão gozando do Brasil, com o dinheiro que adquiriram aqui usando privilégios, corrupção e má fé, lá nos Estados Unidos, quando deveriam está na cadeia por todos os crimes que cometeram com o apoio de governos igualmente corruptos.  A sociedade e parte da imprensa brasileira, depois do caldo derramado cobram da Procuradoria Geral da República, mesmo com timidez explicação sobre essa decisão que, em troca da delação deles, concedeu-lhes liberdade ampla, livre das penalidades que mereciam receber em razão dos crimes que praticaram ao longo da vida. Delatar um presidente da República é muito importante, mas se o delator é criminoso, não poderia se livrar das penalidades que a lei lhe impõe. Isso é um exemplo vergonhoso do uso do jargão de que no Brasil as leis têm “dois pesos e duas medidas”.

REFORMA TRABALHISTA
A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), do Senado deverá votar na próxima terça-feira (6) o Relatório da Reforma Trabalhista e o Projeto que trata do fim do sigilo sobre transações financeiras no BNDES poderá tramitar em regime de urgência. Enquanto isso, a Comissão Parlamentar de Inquérito da Previdência Social que visa encontrar a verdadeira situação da instituição continua na fase de discussão em Audiências públicas, convocadas pelo presidente da CPI, senador Paulo Paim (PT). As opiniões colhidas nos debates, até agora são contrárias ao projeto de reformas em vários itens e discordantes quanto ao déficit alegado pelo governo.    

MAIS PARTIDOS
Existem dezenas de pedidos de registros de novos partidos políticos na espera da decisão da justiça. Isso não é mais pluripartidarismo, mas o desejo de concretizar o “plurinegociação” e enriquecimento com a venda de siglas se perdurarem as coligações partidárias neste país. Cada partido tem um dono e este, no planejamento das campanhas negocia com quem oferece mais empregos ou dinheiro. O nanico PSDC, de acordo com o apurado pela Polícia Federal, se deu “bem” no governo de Roseana Sarney, subtraindo verbas federais destinadas à saúde dos maranhenses. O presidente da sigla está preso acusado de desvio que chegam a R$ 18 milhões. Como diria Boris Casoy, isso é uma vergonha!...   

CASO VALEC
O famoso Juquinha que comandou a VALEC que é “régua e espaço” do ex-presidente José Sarney, finalmente foi pego e terá que esclarecer os malfeitos praticados durante o seu tempo de “manda chuva” na empresa. A prisão de Juquinha, mais uma vez inquieta o cacique temeroso de que o seu fiel escudeiro venha a fazer a tal “delação premiada” e entregá-lo de bandeja ao juiz Sergio Moro.
Meu amigo pensando bem não se sabe como o Brasil não entrou em falência generalizada com tantas mãos agindo a favor dos seus donos e contra os interesses do coletivo. É tanta roubalheira que chega a assustar os mortais menos preocupados com o futuro da nossa gente, pois, a exemplo do traficante Beiramar os nossos políticos continuam agindo até mesmo na prisão. A “luta” continua! 

DESLIGA A TV
Nos tele – jornais de todas as redes de televisão o noticiário versa sobre corrupção, delações premiadas, violência, condenações, favorecimentos e só. Nada agradável para aliviar a tensão do povo brasileiro que tem mais da metade estressada, segundo pesquisa. A situação de insegurança, desemprego, e falta de perspectiva de um futuro melhor são as principais causas que afligem o povo brasileiro. E quem pretende continuar comandando o Brasil e representando todos nós? Os mesmos! Minimizando as acusações que pesam sobre eles, Lula quer ser presidente, de novo, Dilma senadora, Roseana governadora ou senadora, Sarney ensaia voltar ao Amapá, Renan, Jucá, Eunício, Aécio e ministros de Temer querem voltar ao Congresso, com o voto do povo. O meu, com certeza nenhum deles terá!  

MANOEL RIBEIRO

O ex-presidente da Assembléia Legislativa, Manoel Ribeiro, poderá deixar o PTB, ingressar em outro partido e ser candidato a deputado estadual. Vai em frente!           

sábado, 3 de junho de 2017
SÃO JOÃO BATISTA: Dominici vence por unanimidade processo no TRE
Adversários do prefeito de São João Batista, engenheiro João Dominici ingressaram na Justiça Eleitoral com uma ação objetivando cassá-lo por abuso de poder econômico, nas eleições de 2016. Ontem, reunidos em sessão, os desembargadores, por unanimidade, desaprovaram o processo, entendendo que não foram apresentadas razões e nem documentos comprobatórios da ocorrência.

O que na verdade ocorreu segundo uma fonte do blog é que os adversários que perderam a eleição continuam inconformados e dispostos a perturbarem a administração do tucano, que nos próximos dias dará início a obras importantes para o município e sua população, além de resolver entraves de ordem administrativos. Em outras palavras, o prefeito vai deslanchar a sua gestão, para desespero de uns e alegria da grande maioria dos joaninos. Que assim seja!

terça-feira, 30 de maio de 2017