João Bentivi: “Serei o melhor prefeito de todos os tempos de São Luis”

Nascido na cidade de Pedreiras, na região do Médio Mearim, João Melo e Souza Bentivi destaca ter enfrentado muitos obstáculos, todos superados através dos estudos. É formado em Medicina, Direito e Comunicação, com especializações em todos eles e com doutorado em Ciências Empresariais, pela Universidade Fernando Pessoa, de Portugal.

Tornou-se bastante conhecido em São Luis, na década de 1980, como professor de Biologia de cursos pré-vestibulares e como regente de vários grupos de corais. Apesar de abstêmio, sempre é visto nas noites da cidade, tocando trombone. Foi vereador da capital em duas legislaturas, chegando a ser vice-presidente do Legislativo Ludovicense.

Atualmente, filiado ao PRTB, lançou sua pré-candidatura a prefeito. Enfrenta reação do presidente estadual da sigla, o prefeito de Coelho Neto, Soliney Silva, mas diz que já ganhou a parada, destacando que tem a garantia do dirigente nacional da agremiação partidária, Fidélix Levy, com quem esteve reunido no final de outubro, em São Paulo, acompanhado do presidente municipal, João Câncio.

Nesta entrevista, ele diz que está preparado para o desafio: Veja a íntegra:

Porque o senhor quer ser prefeito de São Luis?

João Bentivi- Pela certeza de que com a minha vitória, São Luis terá o melhor prefeito de todos os tempos. Minha história de vida diz isso. Oriundo de família pobre, da cidade de Pedreiras, aqui fui camelô, ajudante de açougueiro. Com esforço e estudo, apresento hoje uma carreira de sucesso e de seriedade. Advogado, médico e jornalista, tenho doutorado em Portugal. Também fui dirigente do Meio Ambiente da capital e reconhecido como um dos mais destacados professores de Biologia e exerci dois mandatos de vereador. Como músico, sou presidente do Sindicato da categoria. Nasci em Pedreiras, mas hoje, sou um cidadão desta capital e quero contribuir com essa cidade, como um prefeito que irá trabalhar para equacionar seus inúmeros problemas. Para isso, me sinto preparado.

O senhor diz que é pré-candidato, mas o presidente estadual do PRTB, Soliney Silva, diz que não é bem assim...

 João Bentivi- Essa é uma história interessante. Quero dizer ao povo de São Luis, que o PRTB tem linha, tem ideologia e tem horizonte. É uma sigla séria, que trata, em sua conjuntura, dos valores da família brasileira. O estatuto do PRTB estabelece que quem trata de suas diretrizes, não é o diretório estadual, mas a executiva nacional. Fui indicado pelo presidente Fidélix Levy, para concorrer à Prefeitura de São Luis. Sou, inclusive, presidente de honra do diretório municipal. Essa é a verdadeira história, o resto são especulações. Não costumo dar bola para conversas sem pé e nem cabeça. Tenho o apoio do presidente nacional e conto com o incentivo do amigo João Câncio, dirigente municipal do nosso partido.

Como pré-candidato a prefeito, o senhor já trabalha uma plataforma de governo?

João Bentivi –Nossa plataforma é interessante. Costumo dizer que São Luis teve um grande prefeito ao longo de sua história, que foi o Haroldo Tavares, idealizador e construtor do Anel Viário. Ele costumava dizer que quem asfaltava a cidade não era o prefeito e sim a prefeitura. Pretendo estabelecer metas parecidas com a do Haroldo Tavares, como forma de resgatar essa cidade, que está se tornando insustentável.

Insustentável sob quais aspectos?

João Bentivi- São Luis é uma ilha oceânica, que enfrenta problemas no ar, no solo e no mar. Você observa que só se fala agora em asfaltamento, mas existem outras prioridades. Esses problemas não são de agora. Enfrentamos dramas no sistema viário, que é a mobilidade urbana. Não temos um parque ambiental, a poluição é gigantesca e a continuar esse problema, dentro de duas décadas, seremos uma cidade inabitável.

Antes do Castelo e do atual prefeito, Edivaldo Jr. o PDT imprimiu sua marca na cidade durante duas décadas...

João Bentivi- Realmente, o PDT imprimiu sua marca, sob o comando do saudoso Jackson Lago, que era meu conterrâneo, mas não conseguiu solucionar os problemas de São Luis. Agora, urge uma tomada de posição administrativa que venha a tirar a cidade do caos.

Falando em Jackson Lago, recentemente o vereador Francisco Carvalho (PSL), provocou polêmica ao falar que o ex-governador Jackson Lago viveu cercado de aproveitadores. Qual sua opinião a respeito?

João Bentivi- Concordo com o Chico Carvalho, meu ex-colega de parlamento. Só queria que ele desse nome de pelo menos quatro desses aproveitadores da liderança do Jackson Lago.

Como o senhor avalia o cenário político nacional, com crises do Mensalão, do Petrolão e agora com a Operação Zelotes chegando à família do presidente Lula, além das ameaças de cassação do presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha e da presidente Dilma?

João Bentivi- Sempre digo que o eleitor deve ter cuidado ao depositar o voto. Deve escolher candidatos com programas definidos de governo. Nas eleições passadas para a prefeitura de São Luis, não houve apresentação de propostas, apenas troca de insultos.

Era o novo contra o velho. O novo ganhou e a cidade não avançou. Descobriu-se que o novo de São Luis não tinha plataforma, não tinha idéias e nem horizontes. Winston Chuchil brilhou como primeiro ministro britânico, aos 80 anos, sendo um dos líderes dos aliados que derrotou o nazismo na Segunda Guerra, enquanto Nero tocou fogo em Roma aos 30. Essa história de idade é uma falácia. Quem é competente mostra isso em qualquer faixa etária, com lucidez. Com relação aos problemas de Brasília, o PT nasceu na esteira dos movimentos grevistas dos metalúrgicos no ABC paulista. Como partido, era o único sério, o único honesto. Os outros, sob a ética do PT, eram formados por ladrões e picaretas. Hoje, a situação do PT é lastimável. A Papuda em Brasília quase se transforma em presídio para integrantes do alto escalão do PT.

O senhor já tem elaborado um projeto de campanha?

 João Bentivi-Nossa campanha será feita no corpo a corpo. Conheço São Luis do Itaqui/Bacanga à Cidade Olímpica. Sou conhecido em todas as áreas do município, seja na zona rural, no perímetro urbano. Converso com todo mundo, tenho aceitação em todas as zonas da cidade. Não teremos nenhuma dificuldade, porque temos vontade, conhecimento e disponibilidade. As novas regras eleitorais nos ajudarão muito, já que impedem aquela derrama de dinheiro em campanhas. Não venderemos São Luis a grupos empresariais. São Luis, sob nossa administração, será muito bem cuidada, porque é disso que o povo precisa.

E suas prioridades?...

João Bentivi- Na realidade, São Luis precisa de um tratamento de choque é em todos os setores. Na Educação, tenho acompanhado escolas fechadas porque não se pagou aluguel de prédios, denúncias de irregularidades com recursos federais e por aí vai. Na Saúde, observa-se um verdadeiro drama, assim como na infraestrutura, no meio ambiente. São Luis tem o dilema de enfrentar um grande elenco de problemas e todos eles são prioritários. Vamos tratar São Luis é como um todo. É o corpo e a alma.

Nenhum comentário

Por favor, peço que não usem palavras chulas ou que denigram pessoas em seu(s) comentário(s). Agradeço sua compreensão.