MOSQUITO COLOCA MEIO MUNDO EM ALERTA


Depois de um recesso de 40 dias estamos de volta à liça. O entusiasmo do repórter é contido pela revolta e pela decepção no momento em que se constata que o Brasil está cada vez pior, que os políticos, em sua maioria, estão a cada dia revelando a inércia e o desprezo pelas causas da sociedade. O governo mede forças contra adversários, tentando sucumbi-los no mar de lama em que foi transformado o país e que por essa razão cai no conceito internacional, dos investidores, face às mentiras ditas com absoluto cinismo pelas próprias autoridades, no afã de conquistarem a simpatia e o apoio necessários para se manterem no poder.
O desemprego e a inflação crescentes, a corrupção e o engodo, a violência e a impunidade dão o colorido na foto de um Brasil decadente a mercê da fome que ameaça significativa parcela da população e da velocidade com que o mosquito aedes aegypti avança colocando em pânico a humanidade. A causa principal apontada pelas autoridades sanitárias da proliferação da praga decorre da falta de saneamento básico. No nordeste, por exemplo, quase 80% das residências não contam com o serviço de esgoto e no Brasil esse índice chega próximo dos 60%: uma vergonha!
Enquanto isso, a corrupção, o desvio de recursos públicos e /ou sua má aplicação consomem bilhões de reais por mês, dinheiro que poderia, uma vez bem aproveitado, resolver parte desses problemas que favorecem o desenvolvimento do mosquito que coloca meio mundo em alerta total, tamanho o estrago que ele pode provocar a saúde da população.
A imprensa nacional se ocupa em divulgar fatos lamentáveis porque não existem boas notícias nem perspectivas de dias melhores. O passado é igual ao presente e o futuro é incerto. A maioria dos políticos não pensa no bem comum. A luta deles é visivelmente direcionada para o próprio bolso e pela sobrevivência no poder. Os adjetivos que se poderia usar para definir o comportamento de deputados e senadores envolvidos em falcatruas que passam pela cabeça do povo neste momento, são impublicáveis... E assim, a vida segue!...
SÃO ELES...
O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) presidindo o Senado, o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) no comando da Câmara Federal e Dilma Rousseff (PT) na Presidência da Republica, do que o Brasil precisaria mais para afundar de vez? São eles, sem meias palavras os responsáveis pelo caos, pelo descrédito a que foi submetido o país aqui e lá fora. A economia não se recuperará em 2016, pelo contrário, vai piorar segundo previsão de especialistas.
O acesso ao crédito dificultado, a falta de investimentos provocam o fechamento de empresas, a queda na produção, a recessão e o desemprego. Isso não basta para se exigir o impeachment de Dilma, a cassação de Cunha e o afastamento de Renan, considerando as denúncias e os processos em tramitação contra eles no próprio Congresso Nacional e na Justiça?
QUE JUSTIÇA?...
Eu tive a oportunidade de ler, dias atrás, uma entrevista do presidente da Câmara Municipal de São Luís revelando a sua preocupação com relação aos servidores instáveis daquele poder. Fala em ajustes salariais focado na idéia de não demitir ninguém o que não deixa de ser uma atitude humanitária. Mas seria necessário que ele, como gestor público, também, levasse em consideração o fato de que há uma década o funcionalismo da Casa (que nada tem a vê com as contratações irregulares) não recebe aumento real nos seus vencimentos.
O presidente é direto ao afirmar, no intuito de tranqüilizar os “contratados”, que “o assunto demissão não consta em pauta, embora exista uma decisão da justiça para exoneração de cerca de 400 funcionários”. Quer dizer: hoje a decisão judicial é para não ser cumprida e ponto final. (Pelo menos enquanto couber recurso).
O chefe do legislativo municipal ainda declara que priorizará os funcionários que efetivamente trabalham, admitindo, assim, que existem aqueles que “efetivamente” não trabalham...
CADÊ O CNPJ
Sobre o nº do CNPJ da Câmara que deveria está anexado ao contrato de prestação de serviços firmado no dia 17 de dezembro entre a Câmara Municipal e o Bradesco, o presidente não explica nada, simplesmente se omite e por causa dessa pendência, os funcionários estão impedidos de concretizar algumas operações financeiras junto ao banco. Outro item que nunca mereceu explicação foi o valor pago pelo Bradesco à Câmara quando da assinatura do contrato. Há quem fale em R$ 1,6 milhão. A proposta da Câmara era de R$ 2 milhões.
O chefe do Poder Legislativo Municipal precisa mostrar transparência dos seus atos e evitar eventuais interpretações maldosas sobre o seu comportamento como gestor público. Segundo informações dadas à coluna o Bradesco cobra o CNPJ sem êxito, até o momento. 
LULA NA MOITA
Enquanto o ex-presidente Lula da Silva evitar explicações sobre o seu envolvimento em atos ilícitos que teriam ocorrido durante a sua gestão como presidente da República, mostra preocupação e transmite a sensação de que não está convicto da sua inocência e nem teria explicações convincentes para prová-la. Pelo visto se esquivará de falar sobre os episódios que o envolvem como protagonista, em processos que o colocam como beneficiário de irregularidades, enquanto puder.
NOVA ADVOGADA
Mariana de Jesus Cardoso foi aprovada no último exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MA). Filha do casal amigo professora Vanda e do engenheiro José João Cardoso, a Dra. Mariana está pronta para iniciar as suas novas atividades, agora como operadora do direito. Parabéns!

Nenhum comentário

Por favor, peço que não usem palavras chulas ou que denigram pessoas em seu(s) comentário(s). Agradeço sua compreensão.