RETALIAÇÕES E HIPOCRISIA

Nos Estados Unidos o presidente tem 80% de apoio dos americanos, mas, é visto com desconfiança pelos parlamentares. Por essa razão vem sofrendo derrotas políticas sucessivamente. No Brasil Michel Temer tem 90% de desaprovação dos brasileiros, mas conta com o apoio de significativa maioria dos parlamentares com assento no Congresso Nacional. Resultado: ganha todas as paradas.
O custo é alto, o que significa dizer que os interesses dos congressistas se sobrepõem aos da população que, apesar de tudo vê uma luz acessa ao final do túnel com o emprego voltando timidamente, a economia crescendo e o governo prometendo milagres.
A Câmara Federal, por 263 votos a 227, impediu que o presidente Michel Temer fosse processado pelo Supremo Tribunal Federal, como gostaria o procurador geral Rodrigo Janot, autor da denúncia rejeitada pelos deputados. Houve traições de aliados e beneficiários do governo e o resultado disso são demissões de indicados desses parlamentares tidos como traidores.
As traições e as retaliações não deveriam integrar as ações políticas, mas, infelizmente, isso é recorrente nesse campo notabilizado, exatamente, pela falta de escrúpulo e de compromisso da maioria deles. Apesar de reprovável sob todos os aspectos, as retaliações são atos comuns nos governos, em todos os níveis. Ninguém desconhece. Só os hipócritas!
Apenas para citar alguns: Sarney, Collor, Fernando Henrique, Lula, Dilma e agora Temer praticaram e praticam, sem o menor vexame, tais atitudes e cada um deles tem a “cara de pau” de criticar o outro, como se nunca tivesse tido tal comportamento, quando mandatários do Brasil.
Qual o governo que aceitaria nos seus quadros de auxiliares qualquer sumidade técnica e política que não fosse da sua confiança, mesmo que isso significasse para o Estado Brasileiro ganhos excepcionais? Ninguém está preocupado com isso, mas sim, em se cercar de pessoas que “rezam pela sua cartilha” e que digam amem, mesmo quando não há razão para isso.  
Defende-se a cassação de Michel Temer, mas os acusadores dele não deveriam defender a permanência de Lula na política. Lula, pelas acusações que pesam sobre ele, poderia, isto sim, está preso. Na verdade são necessárias a limpeza total dos corruptos e corruptores e eleições diretas e gerais. Talvez, fosse o caminho para a concretização desse feito. Mas, do jeito que a coisa anda, o eleitorado vai acabar “trocando seis por meia dúzia” por absoluta falta de honestidade e de responsabilidade na política brasileira. Do lamaçal, poucos escapam. Faltam opções.  

 E A JUSTIÇA?
As denuncias contra magistrados no Brasil são cada vez mais graves e contaminam o Poder Judiciário como um todo. No Rio de Janeiro além de desembargadores suspeitos da prática de irregularidades, os tribunais de contas do Estado e do município, estão cheio de conselheiros enrolados, respondendo denúncias graves de corrupção. Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul também, aparecem no rol de irregularidades que estariam sendo praticadas por desembargadores. Ora, se temos à frente do Poder Executivo, depois de Lula e de Dilma um Temer que não teme nada porque tem ao seu lado a maioria de um Congresso Nacional igualmente denunciado por falcatruas, o que esperar daqui pra frente? Só decepção!

ASFALTO
O governo estadual desencadeou mais uma etapa do programa Mais Asfalto. Na região Metropolitana de São Luís estão prometidos cerca de 120 quilômetros e quem está “rindo com as paredes” é o prefeito Edvaldo Holanda, cuja imagem estava demasiadamente desgastada e que tende a melhorar. Edvaldo será candidato a deputado federal e conta com o apoio do eleitorado da “Ilha Rebelde”. Espera-se a atenção do governo para as estradas estaduais que a cada época chuvosa viram crateras.

ISAAC DIAS
 O ex-prefeito e ex-deputado Isaac Dias aniversariou no último dia 02 (quarta-feira) e foi homenageado por familiares, amigos e admiradores. Este colunista teve a honra de assessorá-lo na Prefeitura de São Bento e na Assembléia Legislativa por vários anos. Honra porque como é sabido pela classe política e pela sociedade, Isaac Dias exerceu cargos públicos com devoção e honestidade, priorizando as demandas do povo e, por essa razão, transformou-se na maior e mais respeitada liderança política da Baixada Maranhense, especialmente de São Bento, sua terra natal. As nossas homenagens a esse grande amigo e reconhecido homem público que completou 80 anos de vida bem vivida e à sua família, especialmente a Dona Bitinha, companheira de todas as horas desse cidadão dedicado às causas dos mais humildes e menos favorecidos. Parabéns, amigo e que Deus o acompanhe, sempre!

SÃO JOÃO BATISTA
Desde o último dia 03 (quinta-feira) através da Secretaria de Educação, a prefeitura de São João Batista está distribuindo o fardamento escolar aos alunos da rede municipal de ensino. Mais um compromisso que o prefeito João Dominici cumpre com a população joanina. O pagamento regular e dentro do mês, do funcionalismo público é outra determinação de Dominici que está sendo levado a sério, inclusive com o adiantamento da 1ª parcela do 13° salário. O asfaltamento da via principal da cidade está sendo executado com recursos próprios do município, assim como melhoria de acesso à zona rural. É só o começo!...

JJ DE VOLTA

O engenheiro José João Cardoso (IPHAM) retornou a São Luís depois de passar alguns dias de férias em Salvador em visita a familiares que residem na capital baiana. JJ foi acompanhado da esposa Vanda e da filha Mariana, respectivamente, professora e advogada.       

Nenhum comentário

Por favor, peço que não usem palavras chulas ou que denigram pessoas em seu(s) comentário(s). Agradeço sua compreensão.