OS DESTEMIDOS

Falar de segurança ou de insegurança no Brasil, colocando o Maranhão como referência, empolga as viúvas da oligarquia Sarney que, mesmo numericamente insignificante na Assembléia Legislativa, mas bem assessoradas pelas “sombras” saudosas impregnadas nos porões dos palácios, conseguem fazer barulho através da tribuna da AL e da mídia inconformada, porém, articulada para responsabilizar o atual governo pelo caos, amedrontando e, até, apavorando a população maranhense, especialmente a de São Luís. São destemidos nos comentários quando a ordem é para agradar os patrões. 

Aqueles que estão aí de prontidão à espera das orientações para detonar o atual governo, não dão nenhuma importância ao fato do governador Flávio Dino ter convocado 2.500 militares concursados que certamente vão ajudar na segurança da sociedade. Tampouco falam da convocação e da melhoria salarial de professores (sem educação a juventude ociosa - ou parte dela - adere ao crime mais facilmente). E desestruturada como estava a Segurança Pública, há anos, lógico, a violência se agiganta a cada dia. 

Essas providências que não foram prioridade em governos passados estão sendo vistas como objeto de relevância pelo governador Flávio Dino (PCdoB) e o que se vislumbra para um futuro próximo é a diminuição significativa da violência em nosso estado. Essa possibilidade desanima a mídia sarneysista, que no intuito de tentar fazer a sociedade esquecer os desmandos, a corrupção, o desvio de conduta e de dinheiro que caracterizavam os governos da patroa, adota o princípio de que “o ataque é a melhor defesa” e baixa o cacete, sem trégua, na atual administração. 

O secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela tem sido bombardeado pelos órgãos de comunicação do Sistema Mirante, de propriedade da família Sarney, como se fora culpado de todas as mazelas deixadas no setor por Aluísio Mendes que, como secretário titular da pasta, no governo Roseana, passou o tempo todo trabalhando em prol do próprio interesse, qual seja, o de conquistar um mandato de deputado federal. E deu certo. Portela está no cargo tem apenas 05 (cinco) meses. E, se ele comete equívoco deveria ser considerada de menos importância e superado pelo esforço e dedicação ao trabalho, com o objetivo de ampliar e melhorar as ações da secretaria de Segurança Pública, mostrando resultados positivos, de muito almejado por todos os maranhenses. 

É verdade que os crimes bárbaros, os assaltos, os roubos de carros, o tráfego de drogas continuam proliferando e tomando corpo por todo o país e no Maranhão não poderia ser diferente. São décadas de pouca importância dada à educação, à saúde e à segurança. Mas as ações, o estímulo e o esforço do atual governo, pelo que se percebe, haverão de trazer, em muito breve, resultados que atenderão as expectativas da população. Os criminosos continuam, sim, cada vez mais destemidos, audaciosos e bem armados. Quem agride o novo governo teve tudo para agir em defesa da população e não o fez. Agora, sem nenhuma legitimidade vivem cobrando e insultando a quem tenta por as coisas em ordem no estado que, comandado pela oligarquia Sarney por cinco décadas, beneficiou poucos em detrimento de muitos. 

JOVENS INFRATORES

As oportunidades, através da educação (todos os especialistas concordam), seriam a única saída para reduzir o número de jovens infratores no país. Acontece que o governo federal, ao invés de aumentar as verbas para o setor educacional cortou drasticamente cerca de 15 bilhões no orçamento de 2015. O fato é que com essa medida, o governo Dilma Rousseff (PT) inviabiliza investimentos na educação básica e nos “centros de ressocialização” espalhados na maioria dos municípios brasileiros onde o funcionamento já é precário por falta de pessoal especializado, de técnicos no assunto. Aliás, os alunos da educação básica, de vários municípios do interior, também, reclamam porque parte dos professores, sequer, tem o curso médio do magistério. Agora, com menos dinheiro a situação que já é ruim, tende a ficar pior. 

Juros altos, inflação subindo, PIB caindo, desemprego aumentando, produção industrial diminuindo, corrupção se alastrando, obras paralisadas e a credibilidade no governo indo rumo ao leito do rio São Francisco, são alguns “itens” que formam o retrato do governo petista. E mais: o ajuste fiscal está aí para piorar a vida dos brasileiros. 

OTHELINO E O BB

O deputado Othelino Filho (PCdoB) tem feito gestões junto à direção do Banco do Brasil no Maranhão no sentido de melhorar o atendimento aos clientes da agência do município de Pinheiro. As deficiências detectadas pelo parlamentar naquela cidade, são as mesmas observadas na maioria das agencias espalhadas pelo Maranhão. 

Em São João Batista, principalmente no final e início de mês, quando ocorrem pagamentos de funcionários estaduais e municipais, além dos beneficiários do programa “Bolsa Família” as filas são quilométricas. Os clientes, sob o sol ou as chuvas, ocupam quarteirões da rua do banco. Pior: quando chegam aos caixas eletrônicos em apenas um ou dois deles existe dinheiro. Os demais ficam “em manutenção” o dia todo. Essa realidade, deputado, precisa ser revista pela direção do conceituado Banco do Brasil. Os clientes não merecem tamanho sofrimento. 

Prefeitos da Baixada reúnem com o Fórum

O Fórum em Defesa da Baixada participou, na última quinta-feira (4) no município de Viana, do encontro de prefeitos da Baixada Maranhense para discutir o desenvolvimento sustentável da microrregião, bem como as problemáticas comuns que afligem as atuais gestões municipais, no tocante às dificuldades financeiras e a interlocução com o governo estadual. O Fórum da Baixada foi convidado pelos prefeitos no intuito de buscar o apoio da sociedade civil organizada para as demandas municipais.O evento contou também com a participação do deputado federal Waldir Maranhão, presidente em exercício da Câmara dos Deputados, que atendeu a um convite do Fórum da Baixada, e que se comprometeu em intermediar as reivindicações dos gestores municipais e do Fórum perante ao governo do estado. O parlamentar fez uma reflexão aprofundada e concluiu que todos estão irmanados do mesmo propósito, tanto o Fórum quanto os prefeitos, no que diz respeito à qualidade de vida da população e o desenvolvimento da microrregião da Baixada.

RAPIDINHO...

...Deixou de ferver. Com a viagem de férias do juiz da Vara Criminal de Curitiba, Sergio Moro, a “panelada” agora está morna. Mas voltará a ferver em breve. 

oo0oo

...Os usurpadores do dinheiro público continuam agindo normalmente, como se o combate à corrupção deflagrada no país pela Polícia Federal, culminando com a prisão de alguns “bacanas” não existisse.

oo0oo

...Nas penitenciárias brasileiras estão cerca de 500 (quinhentos) mil encarcerados. Entre eles, em condições privilegiadas, estão menos de cem, por ato de corrupção, incluindo políticos.

oo0oo

...O leitor – observador que perguntou se o governador Dino e o prefeito Holanda são “gêmeos siameses”, na coluna de domingo passado agora manda essa: O senador Lobão e a ex-governadora Roseana são “cara e coroa da moeda” na “Lava Jato”

Nenhum comentário

Por favor, peço que não usem palavras chulas ou que denigram pessoas em seu(s) comentário(s). Agradeço sua compreensão.