Ministro do TCU propõe acordo de cooperação com o TCE/MA


Em São Luís para proferir a palestra de abertura do 1° Seminário Municipal de Transparência e Combate à Corrupção, realizado no Teatro da Cidade, o vice-presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), ministro Raimundo Carreiro, aproveitou a ocasião para uma visita ao Tribunal de Contas do Estado (TCE/MA). Ele foi recebido esta manhã pelo presidente da corte de contas maranhense, conselheiro Jorge Pavão, com quem trocou impressões acerca das atuações dos tribunais nas esferas nacional e estadual, entre outros assuntos inerentes aos órgãos de controle externo.


Também acompanharam a reunião o secretário estadual do TCU no Maranhão, Alexandre Walraven, junto com o diretor técnico do órgão Felipe Calvet, e o representante da CGU no Maranhão, Lúcio Aurélio. Pelo TCE estavam presentes os conselheiros Washington Luiz, Caldas Furtado, Álvaro César, Melquizedeque Nava Neto e Osmário Freire Guimarães, bem como os procuradores de contas Paulo Reis (presidente do MP de Contas) e Douglas Silva; além de assessores e outros membros da comitiva do ministro.

Para o ministro Carreiro o encontro significou um momento de interação com o Tribunal de Contas do Estado e de conterrâneos que ocupam lugar de destaque no Maranhão e na União. “Essa interlocução tem o objetivo maior de estreitar ainda mais o relacionamento em benefício da população do nosso Estado e do país em geral”, destacou.

O vice-presidente do TCU confirmou para o próximo ano a realização de mais ações conjuntas entre o TCU e o TCE/MA. Ele também anunciou que vai propor uma interação maior por meio de acordo de cooperação entre as corregedorias do Tribunal de Contas do Estado e Tribunal de Contas da União para troca de informações e conhecimentos entre os órgãos técnicos.

Para o conselheiro-presidente Jorge Pavão, a visita do ministro do TCU representou um momento ímpar pelo fato de “pela primeira vez um ministro do TCU, por sinal maranhense, fazer uma visita a nossa corte, o que é uma satisfação para todos nós membros deste tribunal”.

Sobre a parceria que o TCU, ele ressaltou que “a partir do momento em que temos um ministro maranhense no TCU, e que ocupa a vice-presidência, sentimos que essa parceria só tende a aumentar ainda mais, sobretudo pelo carinho que ele nutre pelo nosso Estado e o orgulho demonstrado por ser maranhense. Portanto, iremos aproveitar essa proximidade para nos atualizarmos dentro do que existe de mais moderno no tocante ao controle das contas públicas”, finalizou.

Nenhum comentário

Por favor, peço que não usem palavras chulas ou que denigram pessoas em seu(s) comentário(s). Agradeço sua compreensão.