OS MISTÉRIOS DA CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO LUÍS

Hoje (26) recebemos reclamações de servidores que ganham um salário mínimo na Câmara Municipal de São Luís, surpresos e revoltados porque o pagamento iniciado neste dia, referente a janeiro, está sendo feito com base no mínimo do ano passado, sem reajuste. O pior é que, como de costume, a direção da Casa não deu nenhuma explicação aos chamados “barnabés”. 

Os comentários são os mais diversos. Para a maioria, a atual direção da Câmara é a mais incompetente entre as que passaram por lá. Outros, porém, garantem que o presidente Astro de Ogum é um homem de coração muito bom e que os problemas de hoje são frutos de administrações passadas que andaram “metendo os pés pelas mãos” ou a mão onde não deveria colocar: no cofre!

De hoje ou de ontem esses problemas têm dificultado a vida dos funcionários, ainda impedidos de fazer operações que lhes favorecem junto ao Bradesco, por conta de um CPNJ que a Casa, necessariamente, tem que enviar ao banco para que este “destrave” o sistema e conceda empréstimos consignados aos servidores (a juros mais baixos), interessados em quitar seus débitos com cartão de crédito e cheque especial que cobram juros exorbitantes. 

Os vereadores não se manifestam e os diretores da Casa não estão nem aí. Enquanto isso o presidente Ogum fica à mercê de comentários que colocam em xeque a sua capacidade de mandatário e administrador de um Parlamento que deveria ser transparente e acreditada pela sociedade por ela representada. 

O que custaria esclarecer os motivos do pagamento dos servidores sem o reajuste? O que custaria explicar a razão que levou à Câmara a não encaminhar ao Bradesco o n° do CNPJ referente a uma operação financeira já realizada? E, finalmente, por que o banco liberou ou autorizou a tal operação, sem a apresentação imediata do CNPJ agora cobrado? Será que a Receita Federal está negando a liberação desse documento? Em caso positivo, por quê? A Câmara estaria devendo a Receita Federal?... 

Respostas a essas perguntas precisam ser dadas. Chega de subterfúgios!...

Nenhum comentário

Por favor, peço que não usem palavras chulas ou que denigram pessoas em seu(s) comentário(s). Agradeço sua compreensão.