PRAÇA MARIA ARAGÃO: GRUPO FOLIÕES E AFORA OMINIRÁ COMEMORAM 23 ANOS DE FOLIAS JUNINAS

Uma viagem por danças e ritmos da cultura popular do Maranhão. Trabalho resulta das oficinas e ações de pontos de cultura
Depois de um movimentado fim de semana, o espetáculo Folias Juninas volta a animar os terreiros e arraiais de São Luís. E nessa terça, dia 21, a festança será na Praça Maria Aragão, Às 20h.




O elenco formado por 80 artistas (que se revezam no palco) promete fazer bonito uma vez mais, convidando o público para uma deliciosa viagem pelos sotaques do bumba-meu-boi, dança do coco, tambor de crioula, cacuriá, baião e quadrilha. Composições de William Moraes Corrêa, Waldete Cabeça Branca, Gersinho Silva, Ribão D´Oludô, Luismar, Wallace Godinho, João Marcus, Gerude e Israel Silva.   A base é formada por artistas dos grupos Foliões e Afro Omnirá, através do intercâmbio de seus pontos de cultura, além dos Bumba-boi Encanto da Ilha e do Baile de Caixa.


O projeto visitará, também, a Vila Junina, além de comunidades da Ilha. Depois, no 26, a folia toma conta da Madre Deus, mais precisamente no Largo de São Pedro, às 22h. O espetáculo contará com a participação superespecial do Grupo Gamar e seu Baião de Seis. Na ocasião, haverá uma homenagem superespecial ao saudoso Mestre Walmir, fundador do Bloco Os Foliões, falecido no dia 27 de junho de 2010.

A grande novidade esse ano será a presença mais que especial do Bloco Afro Omnirá, que passa a integrar o projeto com seu vasto repertório de danças afro-brasileiras. A exemplo dos Foliões, o Omnirá também se destaca como vitorioso ponto de cultura, realizando ações sociocultuais em comunidades da capital maranhense durante o ano inteiro.


As atividades do Grupo Foliões são a base dos projetos socioculturais da entidade Os Foliões, reforçadas pelo ponto de cultura Bordados e Encantarias do Maranhão. Ao longo do ano, várias ações e parcerias são desenvolvidas em diversos bairros e comunidades de São Luís em diversos gêneros artísticos, com atividades voltadas principalmente para crianças e o adolescente.


O espetáculo Folias Juninas existe desde 1994, ano do surgimento do Grupo Foliões. O trabalho destinava-se à turnê pelos Estados Unidos e Canadá.



Em 1999, o trabalho entrou na grade oficial do São João maranhense, de onde não mais saiu. Trata-se de uma mescla de danças e ritmos da cultura popular maranhense, em especial o bumba-meu-boi e seus personagens.

Esse ano, o trabalho fará uma homenagem especial ao cantador Humberto de Maracanã e ao músico Papete. Ambos tiveram uma grande proximidade junto ao Bloco Os Foliões e suas extensões. Inclusive,  o cantador Waldete Cabeça Branca, do Boi de Maracanã e amigo próximo de Humberto, participa ativamente das Folias Juninas.


Inicialmente, a nomenclatura Folias Juninas identificava somente o espetáculo multirrítmico do Grupo Foliões. A partir de 2014, passou a denominar um projeto ainda maior, que visava reunir outras entidades artísticas para a produção de oficinas e espetáculos durante o ano maior. O grupo  já realizava oficinas, ações e intercâmbios desde 2014, mas as Folias Juninas passaram a se concentrar em trabalhos exclusivo do ciclo junino.


Ao longo de tantas festas, arraiais e alegrias, o trabalho contou (e conta) com as participações vitoriosas da Raízes de Portugal (Camboa), Companhia Baile de Caixa (Fé em Deus), Grupo Gamar (Cidade Operária), Império de Lisboa (Maiobão), Companhia Táculo (Santa Clara) e Grupo Cultural Y-Bacanga (Anjo da Guarda). O projeto conta, também, com apoios culturais muito importantes do Boi Encanto da Ilha (Madre Deus – Goiabal), Boi da Madre Deus, Boi de Mestre Apolônio (Floresta) e do Boi de Maracanã, tendo ainda como padrinhos a Companhia Barrica, Boi Pirilampo, Boi de Nina Rodrigues e Laborarte.



Vale lembrar que as Folias Juninas já foram apresentadas em diversos festivais pelo Brasil, América do Norte e Europa, e está na fase de conclusão de um CD junino, um CD carnavalesco e o primeiro CD do Reisado Folias de Natal. Entre outros projetos, também está a publicação de contos e lendas para crianças e novos trabalhas montagens teatrais.
O Grupo Foliões participa ativamente das comemorações de 40 anos do Bloco Os Foliões.  Durante todo o ano de 2016 e  o início de 2017, vários trabalhos estarão sendo desenvolvidos.

OMINIRÁ
O Afro Omnirá, nascido em 03 de setembro de 1993, é uma entidade sem fins lucrativos com participação no movimento negro e no cenário cultural maranhense. Tem sua sede no bairro Jordoa, onde desenvolve diversas ações de cunho pedagógico e social com a comunidade e adjacências. Há 07 anos desenvolve o Projeto Raízes D'África, um Ponto de Cultura que trabalha a música, as artes cênicas e a inclusão digital, com a parceria do Governo do Estado e do Governo Federal. Um dos pilares para o fortalecimento da cultura afro-brasileira e promoção da riqueza cultural do Maranhão.

Espetáculo - OMNIRÁ DE SOTAQUES
O espetáculo é inspirado nas manifestações culturais do Maranhão, com destaque para o Bumba-meu-boi sotaques Baixada e Matraca, bem como resgata as canções dos mestres e poetas da nossa cultura popular, tais como Cochinho e João do Vale.

Nenhum comentário

Por favor, peço que não usem palavras chulas ou que denigram pessoas em seu(s) comentário(s). Agradeço sua compreensão.