SSP e Detran traçam novas metas para a Operação Lei Seca- Vida no Trânsito

Gestores da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) e do Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA) avaliaram, na quinta-feira (31), durante reunião em São Luís, o resultado do primeiro final de semana da Operação Lei Seca – Vida no Trânsito. Na oportunidade, os setores da SSP e Detran-MA traçaram estratégias para as próximas blitzens a serem realizadas, a partir desta sexta-feira (1o), em vários pontos de São Luís.

A meta é ampliar a operação, que contará com um efetivo maior de policiais. “A expectativa é de que todas as forças da SSP invistam um efetivo maior”, destacou o comandante da Companhia de Polícia Militar Rodoviária Independente (CPRVind), Major Magalhães.

A reunião serviu também para discutir estratégias de logística, no intuito de otimizar o espaço da operação e tornar o trabalho dos profissionais envolvidos mais ágil. O teste do etilômetro (vulgo bafômetro) ser aplicado em mais condutores e não somente naqueles que apresentarem sinais de embriaguez.

O Secretário de Estado de Segurança Pública, Marcos Affonso, lembrou que o principal objetivo da operação é diminuir a quantidade de acidentes. “Neste sentido, a operação já obteve um bom resultado, no primeiro fim de semana não foi registrado nenhum acidentes com vítima fatal na capital maranhense”.

A Delegada Geral da Policia Civil, Cristina Menezes explicou que a operação tem, principalmente, um resultado didático. “As pessoas se sentiram seguras e que o Estado está cuidando para que a população esteja a salvo no trânsito”.

No Detran-MA, o resultado foi sentido ao longo da semana, o número de atendimentos aumento. Os condutores correram para se regularizar, um efeito que demonstra a efetividade da operação. “A operação abrange tudo, a lei seca é o carro chefe, mas vários itens são checados: documentação, cadeirinhas, o corpo de bombeiros fiscaliza os itens de segurança, ou seja, visa proteger a população como um todo, e a sociedade já está vestindo a camisa da operação”, afirmou o Diretor Geral do Detran-MA, André Campos.



Balanço

A Operação Lei Seca – Vida no Trânsito contou com a participação de aproximadamente 70 profissionais do Detran-MA, Policia Militar, Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA), Instituto de Criminalista (ICRIM) e Policia Civil.

Foram montadas barreiras em pontos estratégicos da Região Metropolitana de São Luís para a abordagem do condutor. Durante os dois dias de operação 3 pessoas foram presas por embriaguez ao volante, 394 veículos foram fiscalizados, 31 veículos removidos e 641 pessoas foram abordadas.

Houve, ainda, 5 condutores que receberam auto de infração por dirigirem sob efeito de álcool, 9 condutores foram autuados por dirigirem sem habilitação e 189 penalizados com multa e perda de pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), por cometer infrações diversas ao volante como dirigir sem documentação do veiculo (licenciamento), vidros com película fumê e ainda por estarem com farol xênon. Foram vistoriados também 144 veículos pelo Grupamento de Atividades Técnicas do Corpo de Bombeiros, dos quais 30 foram notificados com extintores de incêndio vencido.

Uma pessoa foi conduzida a delegacia por portar Carteira Nacional de Habilitação (CNH) falsificada, na ocasião peritos do ICRIM que participam da operação, constataram a falsificação do documento e levaram ao conhecimento da Delegada de Policia Civil que estava de plantão no local, a mesma encaminhou o condutor ao plantão central para ser apresentado. Três das ocorrências de embriaguez ocorridas no fim de semana foram classificadas como crime e os condutores foram autuados em flagrante e conduzidos para uma delegacia.

Lembrando que quem for flagrado sob efeito de álcool (com até 0,29 mg de álcool por litro de ar expelido) é enquadrado no artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB): comete infração gravíssima (7 pontos na CNH), com penalidade de multa (R$ 1.915,40) e suspensão do direito de dirigir por 12 (doze) meses. O veículo ainda fica retido até a apresentação de outro condutor habilitado e em condições de dirigir. Em caso de reincidência em menos de 12 (doze) meses, o valor da multa é dobrado, ou seja, de R$ 3.830,80.

Na oportunidade, orientadores da equipe de Educação para o Trânsito do Detran-MA também distribuíram panfletos com orientações aos motoristas com informações sobre a Lei Seca, com dados sobre os valores de multas, medidas administrativas, prevenção de consumo de álcool, bem como o uso do cinto de segurança, transporte de crianças, entre outros itens de segurança.

Muitos motoristas elogiaram a operação. “É importante esse tipo de abordagem, averiguar extintor de incêndio, vidro com película fumê e a documentação do carro e do motorista. Infelizmente aluguei um automóvel que está com fumê, entre tirar ou deixar, prefiro retirar para não arriscar colocar vidas em perigo”, afirmou Armando Henrique Guimarães, advogado. “A gente se sente mais segura! Durante essa operação bandidos podem ser presos antes de cometerem algum crime. Evita que uma pessoa alcoolizada continue dirigindo é uma proteção para ela e toda a população”, enfatizou Maria do Carmo Neves, administradora.

Nenhum comentário

Por favor, peço que não usem palavras chulas ou que denigram pessoas em seu(s) comentário(s). Agradeço sua compreensão.