“OS DONOS DO MUNDO”...

É difícil para os poderosos não se considerarem, em alguns momentos, verdadeiros donos do mundo. Donos do destino e das idéias das pessoas; donos do patrimônio do povo, inclusive. Os exemplos são os mais variados possíveis e cada um dos leitores tem o direito de analisar o tema e tirar as suas conclusões. O momento não é dos mais favoráveis aos corruptos e corruptores que há décadas se locupletam, esnobam riquezas materiais adquiridas através da prática abominável da fraude, do superfaturamento, do desvio de recursos públicos, enfim, de falcatruas inomináveis. Esses - alguns poderosos como os presidentes da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ex-presidente e senador Fernando Collor (PTB-AL) e o presidente do Senado e do Congresso Renan Calheiros (PMDB-AL) - como se imune fossem a todas e quaisquer investidas das leis e de seus operadores, prometem revanche quando se sentem incomodados.

O alvo do poderoso trio é o procurador geral da República, Rodrigo Janot que, para continuar no cargo, precisa não somente da indicação da presidenta Dilma Rousseff, mas, também, da aprovação dos senadores, dentre eles os investigados na Operação Lava Jato citados acima. Insatisfeitos com as ações do procurador o trio demonstra como pode influenciar na condução do processo, mas, Janot não se intimida e, na semana passada, expressando a sua independência mandou um recado ao Congresso: “Não estou procurando emprego”. E se ele fosse comprometido com essa gente, mandaria o recado ou se ajoelharia diante deles, como naturalmente gostariam que acontecesse, confirmando a assertiva de que são eles e outros, realmente, os “donos do mundo”?

No meio político existem os corruptos, os malfeitores, mas, também, são notórios os obedientes, subservientes e “entregadores de cabeças”, aos seus feitores, tudo para se darem bem nas empreitadas.

CASO ROSE SALES

Aqui na “taba”, a vereadora Rose Sales tomou posição crítica com relação à administração do prefeito Edvaldo Holanda Júnior que, basta olhar as pesquisas de opinião para constatar que ele não tem a aprovação da maioria da população. Está deixando a desejar. Rose não feriu a Lei de Fidelidade Partidária, como entenderam os próceres do PCdoB que, por isso, advogaram a sua desfiliação do partido. Rose não se fez de rogada: deixou o PCdoB, filiou-se ao Partido Progressista e pelo qual foi lançada como pré-candidata à Prefeitura de São Luís. Convém lembrar que o novo partido da vereadora, também, faz parte da base aliada do governador Flávio Dino (PCdoB). Observa-se, portanto, que as divergências de Rose Sales são com os rumos da administração do prefeito Edvaldo Holanda (PTC) e não contra o governador Flávio Dino (PCdoB).

CASO ROZIANE GAMA

A deputada federal Eliziane Gama (PPS-MA) que, aliás, vem desempenhando com afinco, disposição e competência o seu mandato na Câmara Federal, cuja atuação foi destacada pelo governador Flávio Dino (PCdoB) em recente encontro do partido em São Luís, também entrou no rol de suspeição dos mais chegados do governador, sob a alegação de que a crítica que ela fez à administração municipal teria respingado no governador. Esse fato motivou a indagação de um observador: São gêmeos siameses? Toca-se em um o outro sente?...Assim como não se deve atribuir ao governador todos os acertos do prefeito, não se pode culpá-lo pelos equívocos do administrador municipal. Esse pessoal é muito sensível às críticas. Desse jeito, ninguém, jamais viu!... E o que é pior: Nestes tempos quem tem a liberdade de criticar governantes vira inimigo deles mesmo estando certo!... E não por decisão das autoridades superiores, mas, dos asseclas que os bajulam e a eles querem “prestar serviços”, promovendo intrigas.

FESTA DAS ÁGUAS

Como morador do Recanto dos Vinhais, recebi, assim como os demais comunitários, convite da Paróquia São João Batista de Vinhais Velho, para participar da programação junina, no período de 15 a 24 de junho /2015, intitulada “Festa das Águas” que celebrará a sua 3ª edição. O pároco, padre Jadson convida todos os paroquianos e a comunidade em geral, para participarem do festejo.

MAIS CORRUPÇÃO

A cada dia que passa o atual governo maranhense descobre mais corrupção ocorrida na administração de Roseana Sarney. Tem que ir a fundo e responsabilizar judicialmente todos os envolvidos. O Ministério Público, a Polícia Federal e a Justiça estão aí pra isso. Cabe ao Governo oferecer os elementos e solicitar as providências, conforme sugeriu a deputada Eliziane Gama e seguir em frente. Ela foi mal interpretada.

E POR FALAR NISSO...

... O deputado Hildon Rocha (PMDB-MA) denunciou, na Câmara Federal que um determinado prefeito maranhense fora afastado do cargo porque teria se negado a dar dinheiro a um magistrado. O Tribunal Regional Eleitoral propôs chamar a Polícia Federal para investigar o denunciado, cuja identidade continua preservada. E aí, vai ficar por isso mesmo? Não pode! O magistrado (constatado e confirmado o delito) precisa ser punido e se o parlamentar o caluniou, igualmente, deve ser processado na forma da lei. O silêncio sobre esse episódio e a não identificação do suposto corrupto compromete moralmente o corpo de juízes do TER, por inteiro. Todos são suspeitos enquanto o fato não for devidamente esclarecido.

E O AJUSTE FISCAL?

O Senado aprovou a Medida Provisória que trata do Ajuste Fiscal. Em troca, os senadores têm direito a indicar quem quiser para ocupar 100 (cem) cargos nos primeiro e segundo escalões do governo federal. Aos trabalhadores renderam arrocho e perdas salariais e à sociedade, indignação. E as denúncias de corrupção, roubalheira, continuam explodindo no Brasil a fora. E, ao final de tudo é o país e o povo que sai perdendo. Sem culpa. É, mas o Sarney, para conseguir mais um ano de mandato de presidente da República, distribuiu aos congressistas, 32 canais de rádio e televisão. Esses nossos “representantes” são realmente “fantásticos”. E o povo ó...

Nenhum comentário

Por favor, peço que não usem palavras chulas ou que denigram pessoas em seu(s) comentário(s). Agradeço sua compreensão.