Servidores do TCE paralisam atividades

A partir desta quarta-feira ( 22.07), os servidores do Tribunal de Contas do Estado (TCE), vão iniciar a paralisação gradativa de seus atividades no órgão, pelo não atendimento da presidência às reivindicações da categoria. O presidente do Sindicato dos servidores do tribunal,Marcelo Martins informa que a paralisação desta quarta-feira, vai ocorrer das 10h ao meio-dia, em todos os setores.

As reivindicações apresentadas pelo Sindicato são: demissão imediata dos funcionários fantasmas; a implantação da revisão salarial anual de 10,67% e do plano de cargos e carreiras.

Cerca de 30 funcionários fantasmas compõe o quadro funcional do TCE, segundo levantamento preliminar do Sindicato, a existência deles é um dos fatores que impedem a revisão salarial dos concursados. Marcelo Martins afirma que o valor do salário de um funcionário fantasma é possível conceder a revisão salarial a dois servidores concursados do órgão. 

O caso dos funcionários fantasmas ganhou repercussão nacional, quando o jornal Folha de São Paulo, publicou que o filho do presidente interino da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP-MA), Thiago Augusto Azevedo Maranhão Cardoso, exercia Medicina em São Paulo e concomitantemente trabalhava por meio de uma função comissionada no TCE, de expediente diário, em São Luís.

O salário do filho do deputado, o médico Thiago Augusto Azevedo Maranhão Cardoso, segundo o Portal de Transparência do TCE-MA é de R$ 6.529,85. O Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA) o exonerou no dia 9, deste mês. O presidente do Sindicato dos Servidores do TCE acompanha junto ao Ministério Público Estadual a apuração deste e de outros casos de funcionários fantasmas que possam existir no órgão.

Nenhum comentário

Por favor, peço que não usem palavras chulas ou que denigram pessoas em seu(s) comentário(s). Agradeço sua compreensão.