É SÓ CORRUPÇÃO...

O Brasil virou sinônimo de corrupção. Diariamente o povo brasileiro se depara com fatos novos envolvendo figurões da política em atos vergonhosos como recebimento de propina e promoção do ilícito. Pelo andar da carruagem não vai sobrar ninguém. O PT e o PMDB são os partidos com o maior número de corruptos segundo o apurado até hoje pelo Ministério Público e Polícia Federal. São ministros, ex-ministros, parlamentares do baixo e do alto clero que saquearam e continuam saqueando o país.
Em 1987 o jornalista Eugênio de Freitas denunciou superfaturamento e desvio de verbas nas obras da Ferrovia Norte Sul. Ninguém deu ouvidos à denúncia. Agora, mais de três décadas depois as investigações constatam que desde aquela época a corrupção campeava, mas, sem grande repercussão. Mesmo tardiamente o malfeito começa a ser descoberto e o Maranhão deverá ser incluído nesse leque de irresponsabilidade que culminou com o enriquecimento ilícito de figurões do empresariado e do mundo político.
Os oito processos que o senador e presidente do Congresso Nacional, Renan Calheiros, o motivaram a desengavetar um projeto que restringe as ações do Ministério Público e da Polícia Federal, mas sociedade está atenta e não haverá de aceitar essa manobra de braços cruzados. O Senado, ainda mais neste momento que a Casa passa por grande desgaste, com grande número de parlamentares envolvidos em escândalos.
O apoio às investigações é necessário e imprescindível para que a corrupção no país seja contida e os culpados punidos. O prejuízo aos cofres públicos é imenso e é a população a mais atingida. Que continue o trabalho do MPF e da PF. Sabe-se que o que foi roubado (bilhões de reais) não retornará aos cofres públicos em sua totalidade, mas, pelo menos, os ladrões passam a ser conhecidos e execrados da sociedade.

CONGRESSO DO PPS
O PPS promoveu, ontem, na Assembléia Legislativa o congresso de Mulheres e da Juventude socialista. A pré-candidata à Prefeitura de São Luís, deputada Eliziane Gama além de coordenadores desses dois importantes segmentos do partido debateram problemas atinentes a São Luís com críticas a atual administração. Eliziane Gama está bem colocada na preferência do eleitorado e deverá disputar o segundo turno das eleições com o prefeito Edvaldo Holanda Junior. Um dado importante constatado na última pesquisa: quase 50% dos eleitores ainda estão indecisos.

BÁRBARA SOEIRO
A vereadora Bárbara Soeiro está desenvolvendo com mais desenvoltura nesta pré-campanha o debate franco com as comunidades. Esposa do ex-vereador Albino Soeiro, a vereadora mantém o trabalho que o casal sempre executou na área social, especialmente no bairro do São Cristovão e comunidades adjacentes, onde é conhecida pela atuação e liderança. Barbara Soeiro, em que pese o desgaste da classe política é considerada e reconhecida pelo seu trabalho em defesa das classes sociais menos favorecidas.

SEM NOMEAÇÃO
O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN – ainda está sem superintendente no Maranhão. Há cerca de um mês Alfredo Costa Neto foi demitido e o substituto dele, que seria Maurício Itapary embora indicado, aguarda a publicação do ato de nomeação no Diário Oficial da União. A presidente Nacional do órgão, Kátia Bogea, estava em São Luís, mas, já retornou a Brasília.       

PRÉ-CAMPANHA
O engenheiro João Dominici está programando para o próximo dia 10 de julho, em reunião com o grupo político que o apoio, lançar a sua pré-candidatura à Prefeitura de São João Batista. Dominici lidera com folga todas as enquetes promovidas por emissoras de rádio e blogs da região. Em segundo lugar aparece a ex-prefeita Surama Soares.

MP DENUNCIA PREFEITO
O promotor da Comarca de Monção- MA, denunciou o prefeito daquele município por crime de improbidade administrativa. O prefeito teria comprado material de construção, com dinheiro público, mas o endereço da entrega dos produtos seria a residência do próprio prefeito. O promotor pede o ressarcimento dos recursos gastos, a perda do mandato e suspensão dos direitos políticos por 10 anos.    
 
FIM DOS FESTEJOS
Encerrado o período das festas juninas entra a movimentação política. Na capital e no interior os políticos se organizam para iniciar a batalha pelo cargo de prefeito ou um mandato de vereador. O povo, escabreado, ainda não se empolgou. Ao contrário demonstra grande desinteresse por esse tema.   

Nenhum comentário

Por favor, peço que não usem palavras chulas ou que denigram pessoas em seu(s) comentário(s). Agradeço sua compreensão.