ESQUECERAM OS APOSENTADOS

O governo do Maranhão, segundo estudo feito pela Secretaria de Transparência (STC) paga aos professores da rede pública o segundo maior salário do Brasil, R$ 4.985,43 o maior da região nordeste. Uma professora aposentada, porém, tem remuneração muito aquém desse valor. A injustiça sentida pelos ex-educadores reflete, também, por outras categorias de servidores públicos, inativa.

A situação é tão grave que muitos desses aposentados buscam emprego no comercio objetivando complementar a remuneração para ter uma vida menos indigna. É revoltante ouvir das autoridades que a Previdência Social está praticamente falida, com um rombo que ultrapassa o montante de R$ 100 bilhões. E aí cabe a pergunta: a culpa é dos “velhinhos” ou dos velhacos que administram o órgão?

O governo Flávio Dino tem reparado algumas injustiças registradas ao longo dos anos em nosso estado. Não custa fazer um levantamento da situação salarial dos que contribuíram anos a fio pelo progresso e desenvolvimento do Maranhão e que, agora, com os parcos salários que recebem passam por grandes dificuldades. São milhares deles que já não conseguem pagar o plano de saúde, ficando obrigados a recorrerem aos hospitais da rede pública que não oferecem, por vários motivos, a assistência necessária.

Só para exemplificar, recebemos denúncia dando conta de que no “Socorrão” falta tudo, inclusive algodão, gazes esparadrapo e medicamentos os mais simples e baratos como o AS. É uma vergonha!

BASTA UMA CHUVA
As estradas que cortam o Maranhão (BRs e MAs) basta chover forte para apresentarem buracos e crateras nos seus leitos. O asfalto não tem consistência e em vários trechos simplesmente desaparece. Parece que as empresas, executoras do serviço não tem obrigação de reparar suas falhas; o estado não fiscaliza e as obras e o dinheiro desce pelo ralo. O IPVA é um dos mais caros do país e os proprietários de veículos arcam com prejuízos incalculáveis na manutenção do seu bem que apresenta defeitos em decorrência da buraqueira que se obrigam a enfrentá-la. Nos bairros de São Luís, igualmente a situação é precária e tende a piorar com a chegada das chuvas. A situação é lamentável.

MUITO DINHEIRO
O corte de verbas na saúde e na educação, alardeado por deputados e senadores da oposição, não aconteceu, ao contrário, neste início de ano os prefeitos têm a perspectiva de receberem muito dinheiro, ou pelo menos, muito mais do que receberam no ano passado. O governo Temer se não está sendo bom para o povo, pelo menos para governadores e prefeitos está sendo “uma mãe”. Os caras administram irresponsavelmente como aconteceu em Minas, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, roubam à vontade e ainda são socorridos pelo governo federal. Até agora só o Cabral e a mulher dele estão pagando pelo roubo praticado no governo do Rio.

Dinheiro tem, porém, faltam administradores honestos e compromissados com o coletivo. A grande maioria deles só pensa no próprio bolso.

SITUAÇÃO DOS PRESÍDIOS
Essa guerra desencadeada nos presídios da Amazônia e Roraima abalou o mundo. Uma carnificina sem limites e que pode atingir outras unidades do país. A superlotação é apontada como motivo da revolta dos presos. Outros pensantes, no entanto garantem que isso é obra de grandes traficantes que mesmo da cadeia, dão ordens aos seus discípulos para cometerem tais crimes. Na verdade as penitenciárias abrigam o dobro de sua capacidade e não há a preocupação das autoridades em evitar o convívio dos mais violentos e desmentidos, daqueles que cometeram delitos mais leves. Por isso é que os presídios são considerados como eficiente “escola do crime”.

FLÁVIO É A OPÇÃO
O governador Flávio Dino até o momento é a única opção das esquerdas, para disputar a Presidência da República no ano que vem. Está fazendo um governo aprovado pela maioria do povo maranhense com repercussão favorável no resto do país. É um dos poucos políticos do Brasil considerado ficha limpa, inclusive nas hostes do próprio partido, o PCdoB. Como juiz federal, deputado e governador ganhou projeção nacional e merece o respeito da classe política de um modo geral. Apesar de comunista crer em Deus e tem boa desenvoltura nas religiões católica e evangélica. Tem todos os requisitos para se credenciar e postular sua indicação como candidato a presidente do Brasil. É o que dizem os observadores.

A MORTE

Há quem diga que a morte é um descanso. Há, também, os que preferem viver cansado. A verdade é que viver é bom demais. A morte se é um descanso para quem vai deixa sofrimento, dor, saudade nos que ficam. Essa experiência, quem ainda está aqui, sente profundamente quando perde um ente querido. Esse sentimento de perda aperta o peito, nos faz chorar e sentir saudade. A vida em outro plano pode até existir, mas ninguém, dos que partiram voltou para dizer se lá é melhor ou pior do que cá. E é esse mistério que leva o ser humano a refletir sobre a vida e a morte. A morte que, às vezes tarda, mas não falha. 

Nenhum comentário

Por favor, peço que não usem palavras chulas ou que denigram pessoas em seu(s) comentário(s). Agradeço sua compreensão.