INDEPENDÊNCIA X COMPROMETIMENTO


Os poderes são harmônicos e independentes entre si, garante a Constituição cidadã de 1988. Mas, o que se vê é que a coisa não é bem assim. Enquanto ministros do Supremo Tribunal Federal, procurador Geral da República e outros forem indicados pelo presidente da República e aprovados pelo Senado Federal haverá certo comprometimento, pelo menos de gratidão por parte dos “aprovados”, a quem os indicou ao cargo.
No passado recente foi aventada a possibilidade de os futuros ministros serem eleitos e não nomeados como acontece hoje. O objetivo dessa medida seria proporcionar a eles mais independência nas decisões envolvendo autoridades dos outros poderes. O tema entrou em “banho Maria”.
Com a decisão da semana passada do STF dando ao Congresso Nacional o direito de aceitar ou não, através de votação, as medidas cautelares atingindo parlamentares, foi um recuo que causou perplexidade na sociedade e, para muitos observadores, favorece o senador Aécio Neves (PSDB- MG) afastado do mandato por decisão do próprio supremo.
Em todos os níveis o Poder Executivo acaba sendo visto como o mais poderoso e influencia até na eleição para dirigentes dos demais poderes. Isso, no olhar dos mais conscientes analistas é comprometedor e tira a independência de desembargadores e ministros dos tribunais e do próprio Congresso Nacional.
Na próxima terça-feira (17) o Senado deverá decidir essa questão envolvendo Aécio Neves que, segundo informações de Brasília, já comemora antecipadamente a vitória. E todos os indicadores são de que o mineiro voltará a ocupar a sua cadeira de senador, com todos os direitos readquiridos. E ainda dizem que o Brasil não é o país da impunidade...
DEZ AÇÕES
Em dez meses de mandato o prefeito de São João Batista já enfrentou, na Justiça, dez ações interpostas pelo promotor do município, significando uma a cada mês. Os ex-prefeitos Amarildo Pinheiro, Júnior de Fabrício e Surama Soares, também, foram denunciados pelo Ministério Público. As ações contra o gestor atual, engenheiro João Dominici, para uns são tidas como normais, para outros, como perseguição de adversários que não aceitam a derrota sofrida na última eleição.
Esse fato, sem dúvida atrapalha a administração que busca regularizar as falhas encontradas em termos de documentação e informação e de gestão herdadas de administrações anteriores. O prefeito João Dominici, nesse período de turbulência tem executado ações em benefício da população que reconhece a sua boa vontade, assim como as dificuldades porque passam o município e a gestão dele em decorrência dos acontecimentos aqui citados. Mas, a vida segue!...
POSIÇÃO CURIOSA
O governador Flávio Dino se opõe ao Governo Michel Temer. Compreensivo. Mas, em sendo um político de ficha limpa abraçar e defender o ex-presidente Lula, processado sucessivamente e condenado pelo juiz Sergio Moro, denunciado como corrupto-mor do PT não é compreensivo. Ou estaria ele pensando em, numa possível impossibilidade de Lula ser candidato a presidente em 2018, indicá-lo e apoiá-lo como candidato ao cargo? E como pregar honestidade no seu governo ao lado de alguém condenado exatamente por ter se beneficiado ilicitamente dos cofres públicos? São perguntas que só o próprio Flávio poderia respondê-las.
VOTO A FAVOR DE AÉCIO
O senador Roberto Rocha, tucano de pluma nova já declarou que na próxima terça – feira o seu voto será favorável ao colega e “companheiro” Aécio Neves. Nesse dia o Senado Federal decidirá se acata ou rejeita a Medida Cautelar do STF que afastou o senador do cargo e decretou que o mesmo ficasse recolhido em casa, durante a noite. Tudo ocorrendo dentro do previsto o neto de Tancredo Neves voltará às atividades normais a partir desse dia. A decisão do Supremo Tribunal Federal que atribuiu ao Senado o resultado final da questão tem provocado polêmicas na imprensa do Brasil e do exterior. Seja o que Deus e os senadores quiserem. O POVO “TÁ FORA”!
SÓ EM DEZEMBRO
Somente no mês de dezembro saberemos como ficará formado o novo comando do PSDB do Maranhão que hoje é dirigido pelo vice-governador Carlos Brandão. No acordo firmado com a direção nacional do partido e o senador Roberto Rocha, ele (Rocha) será o presidente ou indicará um nome da sua confiança para o importante cargo no Maranhão. Não quer correr o risco de ter a sua candidatura a governador homologada. Ainda não se sabe o número exato de tucanos que voarão rumo a outras siglas partidárias. Alguns descontentes com o ingresso de Rocha no PSDB maranhense poderão virar comunistas, de uma ora para outra, como muitos já fizeram, ingressando no PCdoB de Flávio e Jerry. 
PROPAGANDA
O prefeito Edvaldo Holanda mostra na sua campanha publicitária serviços feitos pela Prefeitura que se confundem com as obras do governo do Estado, como aquela realizada na Forquilha que culminou com a melhoria asfáltica na estrada de Ribamar. Seria melhor separar o “joio do trigo” para não parecer enganação midiática. Em alguns bairros, como a propaganda indica, a Prefeitura realiza obras de urbanização importantes, mas incapaz de satisfazer a todos, pois muitas ruas continuam esquecidas, fora do cronograma em execução.      
 

 

Nenhum comentário

Por favor, peço que não usem palavras chulas ou que denigram pessoas em seu(s) comentário(s). Agradeço sua compreensão.