TEMER NA BERLINDA

O presidente Michel Temer, por via dos seus advogados encaminhou defesa escrita à Comissão de Justiça da Câmara, negando todos os crimes pelos quais foi denunciado pelo então procurador geral da República, Rodrigo Janot. Após a realização de cinco sessões o parecer do relator Bonifácio Andrada (PSDB-MG) será discutido e votado pela comissão e qualquer que seja o resultado obtido na CCJ à matéria será encaminhada ao Plenário da Câmara, também, para discussão e votação. O presidente da Casa prevê que no começo da segunda quinzena de outubro essa questão estará decidida.
Facções do PMDB e de outros partidos que apoiam o presidente acreditam que novamente sairão vitoriosos. Na semana passada dezenas de deputados atenderam ao chamamento do Palácio do Planalto e conversaram sobre o tema. A maioria dos parlamentares garantiu o voto favorável ao pedido de arquivamento do processo o que livraria Temer do afastamento do cargo. Mas isso não impede de ele responder pela denúncia a partir de 2019, quando estará fora do cargo.
A bancada maranhense está dividida: uma parte, quando a matéria chegar ao Plenário votará contra e a outra a favor. Já o PSDB, igualmente, se divide em duas facções sendo que a maior delas, com o empenho de Fernando Henrique, e prefeito e governador de São Paulo, respectivamente, Dória e Geraldo Alckmin, deverá se posicionar contra o pedido do procurador e, consequentemente, a favor do presidente.
A suposta maioria de deputados favorável ao arquivamento do inquérito só será confirmada depois da votação prevista para o dia 18 de outubro, em Plenário, de acordo com o presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ).

TEMER NO MARANHÃO
No último dia 05 o presidente Temer fez visita relâmpago ao Maranhão onde conheceu o Centro de Lançamento de satélites em Alcântara. Em Brasília ele sancionou a Lei que define o financiamento público de campanha. A conta será paga pelos contribuintes. 

OPORTUNISTAS
Existem pessoas que não conseguem ficar calmas fora do poder. Oportunistas elas ficam na espreita e, na primeira oportunidade aparecem como defensores de causas pelas quais não lutaram quando recebiam benefícios públicos. Isso acontece nas esferas municipais, estaduais e federais. E o objetivo desses contumazes aproveitadores não favorece aqueles que representam, mas a eles próprios e seus familiares. Há exemplos no Brasil inteiro da ação desses parasitas incapazes de colaborar com o coletivo, sem antes agir em benefício próprio. O Brasil está cheio de Renan, Jucá, Sarney e Dirceu “mirins” (só para citar alguns). O país vai aguentar?...   
        

“A IGNORÂNCIA É QUE ATRAVANCA O PAÍS”
A assertiva acima é de um conhecido comediante brasileiro que avalia o estrago que uma pessoa ignorante pode causar ao se pronunciar sobre assuntos que desconhece. Por exemplo: um “professor” que se achando ofendido por um comentário qualquer e reage defendendo “bater na boca do autor como se bate em criança”, revela que, quando criança apanhou muito e nem assim aprendeu a ser homem de verdade. Em caso de já ter “batido na boca de criança” cometeu o crime de agressão física a vulnerável. Deve tratar-se de um sujeito que não conseguiu ser gente de bem e que por essa afirmação deveria ser chamado às barras da Justiça. É um professor inculto!... Lastimável!!!

A POLÊMICA
A polêmica, o debate e o contraditório são parâmetros da democracia. As idéias enriquecidas com argumentos contundentes, mas, ao mesmo tempo respeitoso são bem recebidas pelos leitores. As bobagens escritas ou faladas não são aceitas de bom grado, ao contrário criam repugnância e não merecem resposta. Debater com quem não sabe o que diz é perda de tempo. Por isso, vamos ficando aqui, “filosofando” com os nossos leitores sobre temas importantes, denunciando os usurpadores das riquezas nacionais, oportunistas e aproveitadores do dinheiro público.

O PREÇO QUE PAGAMOS
Nenhum político brasileiro seja ele deputado, senador, governador ou presidente da República recupera com o próprio salário o que gasta numa campanha eleitoral. Esse fato nos leva a imaginar que as vantagens espúrias são recebidas por essa gente que nunca faz nada sem pensar em “ganhar” e muito. São desconhecidos os políticos detentores de mandato pobres. Deputados, uma vez eleitos tratam logo de comprar carrões, mansões nas áreas nobres das cidades onde residem, fazendas e chácaras luxuosas. Isso é fato. Não se sabe como eles são observados pela Receita Federal.

O CASO LULA
Somente agora, depois de quase uma década fora do poder o ex-presidente Lula está sendo “imprensado” pela Justiça. Tenta explicar os bens e dinheiro adquiridos ilicitamente e mesmo assim é o preferido da maioria do povo brasileiro para voltar à Presidência da República, prova de que ser corrupto, para muita gente, é virtude. Temer, depois de deixar o cargo, deverá ser acocado pela Justiça. No poder eles são intocáveis e quem mais ganha com a baderna são deputados e senadores que, no caso em espécie são os juízes que julgam os crimes que eles mesmos praticam contra o país. O povo leva ferro!

ESSE PSDB...
O PSDB do Maranhão em 2014 impediu João Castelo de ser senador. Negociou para Carlos Brandão ser o vice de Flávio e Roberto Rocha senador. Agora Rocha sai do PSB e retorna ao ninho tucano, provocando debandada do partido daqueles que apoiaram a sua candidatura em detrimento ao saudoso João Castelo. Tá confirmada: aqui se faz aqui se paga!

Nenhum comentário

Por favor, peço que não usem palavras chulas ou que denigram pessoas em seu(s) comentário(s). Agradeço sua compreensão.