Na hora do voto


Por João Batista Azevedo (Interino)


As eleições no Maranhão sempre foram um jogo de cartas marcadas distribuídas entre a situação e a oposição de primeira linha. Explico. Quero dizer que nunca teve muita surpresa, exceção feita à ultima para prefeito de São Luis, quando o candidato Eduardo Braide surpreendeu as pesquisas, a imprensa, e até os mais experientes analistas políticos. Explico melhor. Quero dizer que os candidatos da situação, devidamente apoiados por esta situação, tendem a ganhar a eleição. Ou ganhará(ão) o(os) da oposição, caso esta se mantenha também coesa e aguerrida. Fora deste círculo é muito difícil que uma terceira via surpreenda em casos de eleição para governador, senador, etc. Na linha deste pensamento os prováveis novos senadores pelo Maranhão estarão dentro dos grupos apoiados pelo grupo do governador Flávio Dino ou dentro do grupo da ex-governadora Roseana Sarney. Isto pode ser lamentável? Pode. Pois nem sempre nos lados que polarizam a disputa temos os melhores nomes. As chapas já constituídas agregam opostos de qualidades; o que sobra em uma, falta na outra. Se os candidatos do governo esbanjam juventude, jovialidade, por outro lado lhes faltam experiência, vivência parlamentar. Nos candidatos do grupo Sarney, ainda que equilibrada, têm-se de sobra a experiência e nem tanta juventude. Pontos que devem ser avaliados pelo eleitor na hora do voto.

E agora José?  - O Reinaldo

Pelo que fora postado nos últimos dias, ao que parece o senador Roberto Rocha realmente preteriu o deputado federal e ex-governador José Reinaldo para a vaga de senador na chapa do PSDB, partido para o qual se transferiu Zé Reinaldo, no afogadilho da janela partidária. A se confirmar isto, confesso que vejo aqui erro de estratégia política e maldade. Embora achando que os ventos do senado sopram em outras direções, é inegável que José Reinaldo reúne muito mais condições de votos do que os ditos escolhidos, Alexandre Almeida e Waldir Maranhão. Já a maldade consiste em ter que aceitar a filiação do deputado José Reinaldo oferecendo-lhe alguma garantia. Resultado: José Reinaldo poderá estar no mato sem cachorros. Terá que repensar imediatamente sua posição política. Lamentável para alguém que tem o conhecimento de Maranhão que tem o ex-governador. Apesar de ter cometido erros de estratégia política quando votou a favor do governo Temer em votações que contrariavam os interesses do eleitor brasileiro e maranhense, José Reinaldo seria (ou será) um bom nome para o senado. Como consolo, é bom acreditar no ditado que diz: “Há males que vêm para o bem...”

São João Batista – 60 anos

Na última quinta-feira (14/06) a bela cidade de São João Batista completou 60 anos de emancipação política. As homenagens foram muitas dos filhos da terra e daqueles que tem ou querem ter alguma relação com o lugar. São João Batista é uma cidade que encanta por suas belezas naturais, entrecortadas por extensos campos e áreas altas. Porém mais que a beleza de seus campos, de suas enseadas, está a bravura, a coragem, a astúcia, a determinação e a inteligência de seu povo. É notável e digna de estudos mais apurados. Por muitas décadas seguidas a cidade de São João Batista tem sempre alguém em destaque no cenário político e de poder do estado, seja como deputado, como secretário de estado, desembargador, etc. Essa gênese vem desde os ex-deputados Chiquitinho e José Dominice, passando por João Evangelista, Osvaldo Santos Jacinto, Edimar Cutrim, Elimar Figueiredo, Kananda Meireles, Augusto Serra, Ribamar Serra, Armando Costa, Eidimar Gomes (estes na Câmara de São Luis) e pelo atuais deputados Raimundo Cutrim e Jota Pinto, e pelo atual presidente do Tribunal de Justiça José Joaquim Figueiredo dos Anjos.

São João Batista – 60 anos
O mês de junho em São João Batista é todo festa. E a razão é dupla. Tem a festa de aniversário da cidade, dia 14 de junho e os festejos do padroeiro da cidade “São João Batista” que tem seu ponto alto dia 24 de junho. Como tradição, ocorre as comemorações religiosas com missas, novenas, batizados, etc., e paralelo a isto, ocorre também os festejos juninos (de junho) com apresentação de brincadeiras típicas do São João, como quadrilhas, cacuriás, grupos de bumba-meu-boi, entre outras atrações. Este festejos acontecem no largo da Matriz e vão até as comemorações de São Pedro, no dia 29 de Junho.

Festejos Juninos em Olinda dos Aranhas

O aprazível distrito de Olinda dos Aranhas, em São João Batista, berço do nosso confrade e conterrâneo Jersan Araujo, também realiza os festejos juninos. Para este ano uma extensa programação está sendo esperada. As comemorações dos festejos juninos na localidade começam no dia 24 e vão até o dia 30 de junho. Para o encerramento muitas atrações estão sendo esperadas como show de artistas da terra, danças, apresentações de grupos folclóricos, etc. A cantora Andreia Alves e banda estarão fazendo a festa de encerramento.



Nenhum comentário

Por favor, peço que não usem palavras chulas ou que denigram pessoas em seu(s) comentário(s). Agradeço sua compreensão.