A TRANSFORMAÇÃO

O ministro Edison Lobão foi eleitor governador do Maranhão em 1990, portanto, há 24 anos. Até então, o Edinho Lobão era um pequeno comerciante no setor de panificação lá pras bandas de Imperatriz. Ao final do governo do pai já o representava como sócio proprietário da Rádio e TV Difusora, adquirida do ex-governador Epitácio Cafeteira, a quem Lobão havia sucedido à frente do Poder Executivo estadual.

Lobão Filho, como candidato a suplente de senador do pai, em 2010, declarou à Justiça Eleitoral um patrimônio pessoal de R$ 2.570.10.32 (dois milhões, quinhentos e setenta mil, dez reais e trinta e dois centavos). Uma evolução e tanto para um médio empresário. Em quatro anos, porém, na condição de senador, depois que Lobão pai foi guindado ao Ministério de Minas e Energia, Edinho prosperou muito mais rápidamente e hoje está entre os políticos mais ricos do Brasil.

Se em 2010, Edinho tinha um patrimônio avaliado em pouco mais de R$ 2.570.000 (dois milhões quinhentos e setenta mil reais), hoje, quatro anos depois ele avalia a fortuna em R$ 9.881.256,03. Significa dizer que em quatro anos ele ganhou R$ 7.311.245,71 ou mais de R$ 1.800.000 (um milhão e oitocentos mil ano) transformando-se em um dos homens mais ricos do Maranhão.

É um grande empreendedor. Questiona-se, porém, se essa capacidade dele de transformar “pão em ouro” vai ser benéfica para o Maranhão e sua pobre população - caso seja eleito governador - ou se ela serve, apenas, para benefício próprio e sem a observação atenta do “leão” que, nesse particular, parece só ter olhar fiscalizador e punitivo para os assalariados. Teria o “leão” medo do lobo?...

PESQUISAS

Novas pesquisas para saber a tendência do eleitorado, hoje, estão na forma e devem ser divulgadas nos próximos dias. A expectativa no Governo é a de que tanto Edinho Lobão (PMDB) – candidato a governador – quanto Gastão Vieira que disputa o Senado, aumentem seus percentuais na preferência dos eleitores maranhenses, que até a última pesquisa davam a vitória, no primeiro turno, a Flávio Dino (PCdoB).

Nos bastidores o governo trabalha firme com o objetivo de evitar a vitória do adversário no primeiro turno. A avaliação dos governistas, é a de que levando a disputa para o segundo turno, é quase certa a inversão do resultado colhido hoje, possibilitando a Edinho Lobão uma grande vitória. As pesquisas futuras vão indicar a tendência do eleitorado e nortear os candidatos a encontrarem novos rumos a seguir.

O INVERSO

Enquanto o governo do Maranhão trabalha para evitar a vitória da oposição no primeiro turno, com a esperança de ganhar no segundo, a presidenta Dilma Rousseff trabalha em rumo inverso: quer ganhar no primeiro turno porque desconfia ser mais difícil vencer no segundo. Unida toda a oposição ao governo do PT – PMDB, com as defecções que poderão ocorrer durante a campanha, a presidenta Rousseff teme uma revoada entre uma eleição e outra o que a deixaria vulnerável a traições de correligionários descontentes.

Um exemplo dessa possibilidade está no Maranhão. Aqui ela não poderá agradar ao mesmo tempo o grupo Sarney (PMDB) e ao grupo de Flávio Dino (PCdoB). Ambos pedem votos para ela, mas, ela, ainda não sabe em que palanque vai subir. Eleito um dos dois (Edinho ou Flávio) pode até apoiá-la no segundo turno, mas o derrotado, naturalmente magoado, procurará outros caminhos. É esperar e constatar.

LIMINAR

Na última sexta-feira, momento em que escrevia esta coluna, nos chegou à informação dando conta de que, no Palácio dos Leões, era grande a expectativa sobre a cassação da Liminar do juiz federal que proíbe a transferência de recursos do Estado ao Fundo de Desenvolvimento dos Municípios. É importante lembrar que os deputados de oposição que hoje denunciam a medida governamental, votaram pela aprovação do projeto de criação do FUNDEMA.

Os prefeitos vêem com entusiasmo a medida como fórmula única de tirar os municípios da situação de falência em que se encontram sem verbas para investimento em obras de interesse público. Quase todos os prefeitos se adequaram às normas definidas na lei que criou o FUNDEMA e estão aptos a receberem os recursos para a execução dos seus projetos. Resta esperar.

PREVISÃO

Em um dos nossos comentários, nesta coluna, dissemos que era provável a participação do ex-presidente Lula da Silva na campanha do candidato governista à sucessão de Roseana Sarney, Edinho Lobão (PMDB). Está confirmado: Lula gravará mensagem de apoio a Lobão Filho para ser veiculada na propaganda eleitoral e virá a São Luís e Imperatriz participar, no “corpo a corpo” da campanha de Edinho.

Por outro lado é prevista a ausência de Dilma no Maranhão no curso da campanha de 2014. Confirmada essa informação Flávio Dino terá ao seu lado os presidenciáveis Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB) que, aliás, esteve em São Luís na última quinta-feira (11), quando caminhou com o candidato do PCdoB na Rua Grande.
















Nenhum comentário

Por favor, peço que não usem palavras chulas ou que denigram pessoas em seu(s) comentário(s). Agradeço sua compreensão.