TEMER REAGE E ATACA SEUS ACUSADORES

Os brasileiros que viram e ouviram a fala do presidente Michel Temer, na última sexta-feira (22), reproduzida nos telejornais das redes de TV, em seguida, quase se convenceram de que ele (Temer) é o homem mais honesto e ético que já nasceu neste mundo de “meu Deus”. O problema é que as denunciais são bem fundamentadas, embora o presidente afirme que as provas comprobatórias dos supostos delitos não existam e que o Ministério Público se baseia em ilações e declarações de criminosos, para responsabilizá-lo pelos delitos apontados.

De qualquer maneira o Supremo Tribunal Federal acatou as denúncias do então procurador geral Rodrigues Janot e as enviou à Câmara dos Deputados para aprovar ou não o prosseguimento das investigações contra o chefe da Nação e seus ministros mais próximos Padilha e Moreira Franco. 

Mesmo diante desse turbilhão de escândalos envolvendo os ex e atuais mandatários do Brasil a situação econômica começa a dar sinais de melhoras com a criação de mais vagas de emprego com carteira assinada, crescimento do PIB, caída dos juros e da inflação. As perspectivas, de acordo com o os ministros da área econômica são boas e devem melhorar a partir do próximo ano. 

O Palácio do Planalto demonstra otimismo na votação, pela Câmara Federal, do processo em que o Ministério Público pediu e o STF autorizou investigação contra o presidente. Na avaliação do Governo a matéria será rejeitada pela maioria dos parlamentares, lembrando que nesse caso, o processo será suspenso até que o mandato de Temer se inspire. Para ser aprovada a oposição teria que dispor de pelo menos 2/3 dos votos e não os têm, garantem os governistas. Resolvida essa questão o parlamento vai se debruçar sobre os projetos das reformas propostas pelo Poder Executivo. 

Michel Temer, depois de vencer essa batalha (se vencer) vai continuar falando grosso até o fim do mandato. A partir de 2019, porém, se obrigará a responder pelas denúncias a ele impostas pelo ex- procurador geral Rodrigo Janot. 

LIONS DE SANTA INÊS (I)

O Lions Clube de Santa Inês, sob a presidência de José Vieira de Araujo, promoverá no próximo domingo (1° de outubro) um grande churrasco visando adquirir recursos para desenvolver o trabalho social em prol de crianças, jovens e adultos incluindo as áreas da educação, esporte, música e tecnologia. O presidente informa que “todas as doações do Cert. Lions é somente para a reforma da sede do Lions Clube de Santa Inês, dando assim, mais amplitude nas salas para atendimento dos projetos” – destacando-se a Escolinha de Futebol Alcindo Alves, Escola de Música CL José Pereira da Silva, Escolinha de Informática – CL Raimundo Pinheiro e Projeto Visão do Futuro que tem o objetivo de atender crianças da Escola Municipal oferecendo exames de Auto Refração, consulta e doação de óculos. 

LIONS DE SANTA INÊS (II)

O trabalho desenvolvido pelo Lions Clube de Santa Inês é reconhecido pela sociedade e pela direção da instituição nacional pela sua relevância na educação e formação de crianças, jovens e adultos, para trilhar o caminho da paz e da ética, tão necessária nos dias de hoje. O churrasco que será promovido pelo Lions de Santa Inês, acontecerá no próximo domingo, a partir das 12 horas, com várias atrações musicais no Espaço da Maçonaria, conforme informou à coluna o Dr. José de Fátima Feitosa que juntamente com a sua esposa, professora Tereza Cristina, integram como “companheiro e companheira” e sócios essa instituição que “tem prestado um grande apoio às classes mais carentes de Santa Inês impulsionada pelo instinto solidário e vontade de servir ao próximo” – disse Feitosa. 

SÃO JOÃO BATISTA (I)

As dificuldades financeiras enfrentadas pelas prefeituras municipais de todo o país não é segredo para ninguém. Administrar um poder público sem dinheiro suficiente, sendo questionado de forma incessante pelo Ministério Público e, por cima, ter que dar satisfação dos seus atos à população deve ser “dose pra leão”. Em São João Batista o prefeito João Dominici tem enfrentado esses problemas, mas, felizmente, a Justiça demonstra maior compreensão do que os seus acusadores.

Desde o ano de 1997 os prefeitos não se interessaram em fazer uma Reforma Administrativa condizente com as necessidades organizacionais do município, principalmente no que diz respeito aos professores. Os problemas desabaram, portanto, sobre a atual gestão que tem o interesse de, com o apoio da Câmara Municipal, resolver essas questões que hoje são cobradas pelo presidente do Sindicato dos Professores que, ironicamente, vez parte de quase todas as administrações anteriores e nunca cobrou absolutamente nada. Pelo contrário defendia, com ardor, os prefeitos aos quais servia como vereador ou secretário.

SÃO JOÃO BATISTA (II) 

O prefeito João Dominici informou ontem à coluna que a partir de amanhã, juntamente com os advogados da Prefeitura e o secretário de Administração, deverão elaborar projeto corrigindo todas as distorções existentes e recolocar nos trilhos a gestão pública que o atual prefeito recebeu sem informações necessárias ao bom andamento dos trabalhos a que se propõe executar em São João Batista. Ressalte-se que o prefeito concedeu reajuste de sete por cento aos educadores, no início do ano e que o pagamento do funcionalismo está sendo feito rigorosamente em dia. Os serviços básicos de saúde e medicamentos, além da higienização do hospital da cidade e dos postos, que ele encontrou fechados, são preocupação da atual gestão e funcionam atualmente com normalidade. 

SÃO JOÃO BATISTA (III)

O promotor de São João Batista ingressou com uma ação na Justiça, solicitando que seja exigido do prefeito João Dominici, a elaboração de projeto e o seu envio à Câmara Municipal, criando o cargo de Procurador do Município, o qual deverá ser preenchido através de concurso público. Esse cargo que existe em alguns municípios é de livre nomeação do gestor, por tratar-se de “cargo de confiança”. E deve ser essa a proposta que o prefeito enviará a Câmara Municipal.

AMARILDO E MAIS OITO RESPONDEM ACP (I)

A Promotoria de Justiça da Comarca de São João Batista ingressou, no último dia 12, com uma Ação Civil Pública (ACP) por ato de improbidade administrativa contra oito envolvidos na contratação irregular de uma empresa para fornecimento de alimentação à Prefeitura no ano de 2013. O prejuízo aos cofres municipais foi de R$ 130.148,20.
São alvos da ação o ex-prefeito Amarildo Pinheiro Costa; Izael de Oliveira Cassiano, ex-secretário de Administração e Planejamento; Ireceide Oliveira de Jesus Pinheiro, ex-secretária de Administração e Planejamento e esposa de Amarildo Costa; Carlos Augusto Teixeira de Carvalho e Antonilde Lindoso Campos, ex-membros e ex-presidentes da Comissão Permanente de Licitação (CPL) do Município; José Ribamar Pereira Santos, conhecido como “Ribinha do Guaribal”, ex-presidente da CPL; Marçal Everton Costa; e Francisco Carlos Pinheiro, irmão do ex-prefeito Amarildo Costa.

AMARILDO E MAIS OITO RESPONDEM ACP (II)

De acordo com as investigações do Ministério Público do Maranhão e do 2° Departamento de Combate à Corrupção (2º Deccor), Antônia Edileusa Dourado contribuiu para a campanha política que levou à eleição de Amarildo Costa, tendo sido agraciada com um contrato de prestação de serviços de alimentação sem qualquer procedimento licitatório.
A empresária possuía um restaurante em São Luís e foi convidada, informalmente, pelo prefeito eleito, para fornecer alimentação ao Hospital Municipal de São João Batista, chegando a montar uma cozinha dentro da unidade de saúde e tendo contratado seis cozinheiras.

Nenhum comentário

Por favor, peço que não usem palavras chulas ou que denigram pessoas em seu(s) comentário(s). Agradeço sua compreensão.